Terceira vez 12/07/2019 07h48

Corsan terá que pagar multa por falta de água em Santa Cruz

Valor foi fixado pela Prefeitura com base no contrato firmado

Pela terceira vez desde a assinatura do novo contrato com Santa Cruz do Sul, a Corsan vai ter que pagar multa. O problema que gerou a punição aconteceu em dezembro do ano passado. Na época, alguns pontos da cidade chegaram a ficar cerca de 48 horas sem abastecimento.

Tudo começou com o rompimento de uma adutora no Arroio Grande. A Corsan precisou fechar o registro geral da Estação de Tratamento de Água e, com isso, se formaram bolsões de ar em diversas partes da tubulação, o que trouxe reflexos no abastecimento nos dois dias seguintes com rompimento de outras redes.

Depois de um processo que durou 6 meses, a Prefeitura de Santa Cruz decidiu multar a Corsan em R$ 10.447,89. O valor é estabelecido através das bases fixadas no contrato e leva em conta o faturamento registrado pela estatal durante o mês onde houve o problema. Ainda cabe recurso por parte da Corsan.

O montante deve ser destinado para o Fundo Municipal de Gestão Compartilhada, que prevê investimentos em projetos e ações de saneamento e preservação ambiental, o que inclui o Lago Dourado. Em 2016, a companhia também foi multada em R$ 13 mil por desabastecimento na cidade. Já em março de 2017, a multa foi de R$ 289 mil pelo não cumprimento de cláusulas de investimentos previstas no contrato.

LEIA MAIS: VÍDEO: moradores têm casa alagada após rompimento de adutora


MAIS LIDAS