Enchente 02/11/2019 17h55 Atualizado às 19h10

Em Rio Pardo, travessia em Porto Ferreira é só de barco

Nível do Rio Jacuí chegou a 15,08 metros neste sábado, impedindo o trânsito das famílias que residem no balneário

A chuva constante dos últimos dias provoca pontos de cheia em Rio Pardo. Na tarde deste sábado, 2, a travessia de moradores que residem no balneário Porto Ferreira, às margens do Rio Jacuí só é possível de barco, e segundo os ribeirinhos, deverá permanecer assim por pelo menos uma semana. Pela manhã, o nível do rio estava em 14,78 metros e, na parte da tarde, 15,08 metros, sendo que o normal é cerca de sete metros.

Segundo a Prefeitura de Rio Pardo, de 15 a 20 famílias residem no balneário, no entanto, nenhuma delas precisou deixar suas casas até o momento. Outro ponto onde o leito do rio já subiu também é na Praia dos Ingazeiros. O local já está completamente submerso pelo Jacuí.

Em alerta
A Defesa Civil do Estado do Rio Grande do Sul emitiu um alerta, na tarde deste sábado, para a possibilidade de tempestades entre a madrugada de sábado e a manhã de domingo, 3. A previsão aponta que pode chover até 50 milímetros entre a noite e madrugada de sábado e o dia de domingo. Podem ocorrer também rajadas de vento de até 60 km/h.

Rio Pardinho recua
De acordo com a Defesa Civil de Santa Cruz do Sul, ainda na sexta-feira, 1º, o nível do Rio Pardinho havia recuado, desobstruindo pontos de alagamento no Bairro Várzea. Na tarde deste sábado, 2, o nível do rio alcançou a marca dos 2,9 metros – acima do normal -, mas fora do risco de alagamento. 

Em Santa Cruz do Sul, a Defesa Civil reforçou o estado de atenção no município.

Na parte da tarde, nível do rio passava dos 12 metros
Praia dos Ingazeiros está submersa

LEIA MAIS: Outubro deste ano foi o segundo mais chuvoso da história de Santa Cruz