Bom exemplo 16/11/2019 17h02

Oficina do Cemas produz ecobags sustentáveis em Santa Cruz

As peças são feitas com tecidos de sombrinhas descartadas e podem ser adquiridas na instituição

Uma ação do Centro Municipal de Atendimento à Sorologia (Cemas) de Santa Cruz do Sul pretende melhorar a renda e convivência das pacientes, além de ajudar o meio ambiente. Durante uma oficina semanal coordenada pela assistente social Maria Cristina da Rosa Afonso, surgiu a ideia de produzir ecobags sustentáveis, feitas com tecidos de sombrinhas descartadas.

“Há bastante tempo temos uma oficina de mulheres, pacientes nossas, que vai mudando de acordo com o tipo de material que temos para trabalhar. Como são pacientes que têm o tratamento por um período muito longo, a ideia é que se mantenham com a saúde boa”, explica Maria Cristina. A atividade não serve apenas para o trabalho artesanal, mas sim como um momento de troca entre as participantes e profissionais, com conversas sobre família e autocuidado.

Entre os materiais aproveitados está o tecido de sombrinhas e guarda-chuvas descartados, que, ao lado de linhas e enfeites que já estavam no local, transformaram-se nas ecobags. Há cerca de dois meses as mulheres iniciaram a produção, usando só uma máquina de costura e se revezando nas tarefas. Já são mais de 50 sacolas, incluindo as confeccionadas com algodão cru e jeans. O projeto aceita doações de tecidos do tipo TNT, linhas de costura e sombrinhas ou guarda-chuvas quebrados.

Produto é feito com material descartado. Divulgação/GS

Comercialização

As peças são vendidas no Cemas (Rua Thomaz Flores, 806) por valores que vão de R$ 10,00 a R$ 15,00. Parte do lucro será investida em materiais, e o restante será dividido entre as participantes. “Muitos pacientes com HIV receberam alta do INSS. Por terem ficado tanto tempo no benefício, aos 40 anos não conseguem emprego”, comenta Maria Cristina. As imagens das bolsas estão na página do Cemas no Facebook.