Política 02/12/2019 11h35 Atualizado às 18h20

"Saio muito feliz", diz Cechinato após demissão da Prefeitura

Ex-secretário afirmou que não há ressentimentos quanto à saída do governo

Passado um fim de semana após a demissão do então secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, César Cechinato não poupa elogios ao período em que atuou na Prefeitura e à oportunidade recebida. Em entrevista à Rádio Gazeta nesta manhã, o ex-secretário afirmou que não há ressentimentos ou qualquer constrangimento com a demissão, que foi comunicada a ele pelo secretário de Saúde, Régis de Oliveira Júnior, em uma conversa rápida na sexta-feira, 29.

“Não houve justificativa, só fui comunicado brevemente que não fazia mais parte do quadro de secretários”, comentou. Ele ressaltou, apesar do comunicado breve, que deixa o posto feliz.  “Estou profundamente grato ao prefeito por ter me proporcionado ter exercido altas funções em Santa Cruz. Saio muito feliz, satisfeito, pelo espaço e trabalho que o prefeito me proporcionou.”

LEIA MAIS: Secretário municipal é demitido por Telmo Kirst

Embora o Palacinho não tenha dado uma explicação oficial para a exoneração, sabe-se que o prefeito vinha insatisfeito com a relutância do PSDB em se comprometer com Telmo para a eleição de 2020, como fizeram outros partidos. Sobre a questão, o ex-secretário afirmou que o partido não tem uma definição sobre o apoio. “Sempre deixamos claro que, para haver este apoio, precisamos saber quem é o candidato que vai capitanear o projeto de sucessão do prefeito”, comentou.

Ele também afirmou que, a partir da reunião da Executiva do PSDB no sábado, 30, os integrantes do partido estão autorizados a conversar com “todas as forças políticas de Santa Cruz”, o que, segundo Cechinato, não havia sido feito até sexta-feira, 29. O ex-secretário disse que o nome dele, inclusive, é cotado para a prefeitura no próximo ano. “Mas não temos aquela arrogância. Estamos abrindo um processo de diálogo, podemos ter chapa pura [quando tanto candidatos a prefeito quanto a vice são do mesmo partido], mas qualquer bom projeto está aberto a todas as forças políticas e democráticas.”

Logo após a saída de Cechinato, o prefeito Telmo Kirst (PSD) decidiu trocar a liderança do governo na Câmara, que também estava com o partido. O novo líder é o recém-empossado vereador Marcelo Diniz (DEM), que substituirá Gerson Trevisan na função. Com as novidades, o PSDB não possui ocupa mais nenhuma função na gestão Telmo.

LEIA MAIS: Telmo também troca o líder de governo na Câmara