ABASTECIMENTO 14/01/2020 09h27

Bairro Margarida sofre com a falta de água no verão

Moradores reclamam de problemas quase diários. Corsan reforça que população deve entrar em contato com a companhia

Todo verão é a mesma coisa: os moradores do Bairro Margarida em Santa Cruz do Sul enfrentam a falta de água quase diária. Entre os relatos recebidos pela Gazeta do Sul, há reclamações de abastecimento intermitente, com as torneiras vazias durante várias vezes ao dia, e até mesmo desabastecimentos prolongados, que duram muitas horas.

Para o comerciante Djalma Silveira, de 45 anos, o problema é constante e influencia as atividades do seu negócio. Proprietário de uma panificadora no bairro, ele reside perto da empresa na Rua Adalberto Holst, e reclama dos imprevistos. “Toda vez, quando chega na época de verão, falta água. Às vezes vem só no outro dia de manhã. A gente chega cansado do trabalho, quer tomar um banho e não tem água”, conta.

Além do desabastecimento, o morador relata que a família nota com frequência muito cloro na água que vem pelas torneiras. Para Silveira, nem a caixa d’água instalada na panificadora resolve o problema, que também aflige os vizinhos e clientes que moram nas proximidades. Ele ainda conta que uma creche localizada ao lado de seu comércio também costuma sofrer com o desabastecimento.

Conforme o gerente substituto da Corsan em Santa Cruz do Sul, José Marcos Oliveira Costa, o problema pode acontecer por uma série de razões, que variam a cada residência. A orientação sempre é de que os moradores entrem em contato com a companhia. “Só assim podemos enviar uma equipe lá para olhar e tentar resolver. Temos que analisar rua por rua”, explica.

Segundo Costa, a falta de água nas torneiras do bairro pode ser causada por vários fatores, incluindo a localização elevada do Margarida, que tem regiões mais altas. Outro elemento que influi no abastecimento da área é o consumo, que pode ser excessivo nesta época do ano, esvaziando os reservatórios. “Tem muitas pessoas lavando o carro, lavando as calçadas e aguando a grama. É preciso uma utilização consciente da água, a prioridade deve ser beber e tomar banho.”

Contato pelos canais
O gerente reforça que as situações de desabastecimento ou vazamentos devem ser levadas diretamente à companhia através dos canais de atendimento. Além do aplicativo Corsan, os clientes podem entrar em contato pelo telefone 24 horas 0800 646 6444, pelo Fale Conosco do site www.corsan.com.br e presencialmente nas unidades de saneamento.

LEIA TAMBÉM: Corsan alerta para necessidade de consumo consciente de água