Causa animal 14/01/2020 13h49

Calendário com fotos de animais auxilia ONG de Venâncio Aires

O material foi criado em parceria com 34 empresas e três colaboradores físicos

Raposinho, Nando e Guido são alguns dos animais que ilustram o calendário confeccionado pela ONG Amigo Bicho, de Venâncio Aires. O material, que foi criado em parceria com 34 empresas e três colaboradores físicos, traz fotos e pequenos textos com as histórias de alguns dos gatos e cachorros resgatados pela entidade – em parte já adotados e outros à espera de um lar.

LEIA TAMBÉM: Futebol solidário beneficiará a Ong Protetores de Santa Cruz e a Asan

O calendário custa R$ 10,00, e todo o valor arrecadado será revertido para a castração de fêmeas e tratamento de animais abrigados. Além de coletar recursos, a ONG espera sensibilizar a comunidade com o material. “A maioria dos animais ainda está para adoção e esse foi um dos motivos para confeccionar o calendário. Alguns, como a Flor e o Estopinho, já foram adotados, mas estão no calendário por terem histórias muito especiais. Ela foi resgatada sem os movimentos traseiros e ele ficou conosco por quatro anos, até ser adotado”, diz a voluntária Débora Ribeiro.

A fotógrafa Leíne Berttoti foi quem fotografou os bichos, de forma voluntária. Já arte gráfica foi feita pela Traço D, também de forma gratuita. Até o momento, já foram vendidos 400 calendários e ainda há cem disponíveis. Devido a alta procura pelos itens, a ONG está em contato com novos patrocinadores para a confecção de mais 300 unidades.
Quem quiser adquirir o seu pode entrar em contato com a entidade pelo Facebook ou Instagram e combinar a entrega. Em Venâncio, o calendário pode ser adquirido na MiAu Petshop ou com os voluntários. A entidade também cogita organizar um dia de vendas em Santa Cruz.

Sobre a Amigo Bicho
A ONG Amigo Bicho existe desde 2010. Como o município de Venâncio não conta com canil, os 15 voluntários oferecem lares temporários, disponibilizando espaços em suas casas para abrigar animais em situação de riscos. “Infelizmente, é um número bem pequeno comparado ao tanto de animais que temos sob nossa tutela e o tanto de casos que surgem diariamente. No momento, estamos resgatando apenas filhotes, mães, prenhes, idosos, machucados e doentes”, explica a voluntária Débora Ribeiro. Além dos calendários, a entidade também organiza brechós e feiras de adoção durante o ano. A próxima deve ocorrer no mês que vem.