Atenção ao prazo 11/02/2020 06h41

31 mil eleitores podem ter o título cancelado em Santa Cruz

Se não comparecerem para fazer o cadastro biométrico, perderão o documento, o que impede de acessar diversos serviços

Os santa-cruzenses terão até o dia 11 de março para realizar o recadastramento biométrico no Cartório Eleitoral (Rua Ernesto Alves, 760), que abriga as zonas 40 e 162. Dos 103.543 eleitores do município, 30,7% ainda não compareceram, o que significa 31.552 eleitores. O alto índice motivou a visita da presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RS), desembargadora Marilene Bonzanini, na tarde dessa segunda-feira, 10.

Além de ser recebida por servidores da Justiça Eleitoral, ela esteve na Prefeitura e na Câmara para buscar apoio na mobilização da população. O horário de atendimento no Cartório Eleitoral é das 13 às 19 horas de segunda a quinta-feira e das 9 às 15 horas nas sextas-feiras.

Marilene ressalta que até 600 pessoas poderiam ser atendidas diariamente. Porém, segundo ela, no máximo 250 têm comparecido. Para facilitar a situação de quem está na praia, um centro de atendimento foi aberto em Capão da Canoa. O objetivo do TRE-RS é ultrapassar a barreira de 76% do eleitorado cadastrado em Santa Cruz.

“Não é apenas pela cidadania e democracia, para que tenhamos eleições com grande representatividade. Há questões práticas, como impossibilidade de se matricular em instituições públicas de ensino ou tirar passaporte”, frisa. “Já não se consegue 100% do eleitorado em condições de votar. Ainda tem os que não comparecem ou que votam branco ou nulo. Quem vai resolver os destinos da comunidade?”, indaga.

LEIA MAIS: Justiça Eleitoral define responsáveis pela eleição em Santa Cruz

Desembargadora Marilene Bonzanini, presidente do TRE, esteve em Santa Cruz | Foto: Rafaelly Machado

O prazo não será prorrogado. Porém, existe a possibilidade da ampliação nos horários de atendimento, inclusive nos fins de semana. “Quem deixar para a última hora, com certeza irá enfrentar filas quilométricas ou depender de senha para ser atendido, abaixo de chuva ou sol escaldante”, alerta.

O atendimento pode ser até agendado, pelos telefones 3711 3059 e 3717 4738. O recadastramento é parte de um tripé para a segurança do processo eleitoral, juntamente com a urna eletrônica e a identificação biométrica no momento da votação. Os dados coletados vão auxiliar na confecção do RG digital, em um sistema ainda em elaboração.

Conforme a desembargadora, não há previsão do programa Justiça Eleitoral Presente (JEP) para atendimento itinerante nesta reta final do prazo. O que pode acontecer, segundo ela, é a disponibilização de transporte para que eleitores de comunidades afastadas com difícil acesso possam vir até o Cartório no Centro de Santa Cruz. Mas a questão ainda deve ser debatida.

Morador de Monte Alverne, o aposentado Otávio Bremm, de 57 anos, deseja um posto no interior para o recadastramento. “Não consegui permanecer na fila no dia em que fui ao Cartório. Acho que idosos e pessoas com dificuldade de locomoção ficarão sem cadastro. Seria necessário um posto da Justiça Eleitoral mais próximo”, argumenta.

Avisos

O presidente da 40ª Zona Eleitoral, Jaime Melchionna, relembra que o recadastramento começou há alguns anos. A cada transferência, a biometria já era feita. Porém, o volume de pessoas nessa condição é baixo. Por isso, a convocação foi iniciada no começo do ano passado. Na eleição de 2018, um bilhete havia sido entregue com o aviso para cada eleitor. “Houve divulgação e incentivo, mas infelizmente está abaixo do que a gente esperava. Vamos ter um volume alto de cancelamentos”, projeta.

LEIA MAIS: Regularização do título de eleitor precisa ser feita até maio


MAIS LIDAS