Criatividade 03/04/2020 18h26

Escolinhas de Santa Cruz buscam novas formas de interação

Mesmo com a suspensão, atividades pedagógicas de forma remota estão sendo adotadas pelas instituições de ensino infantil

Com a suspensão das aulas para evitar a contaminação pelo novo coronavírus, muitos pais se viram em casa, realizando trabalho a distância e cuidando dos filhos ao mesmo tempo. Para colaborar com a tarefa e seguir com o desenvolvimento dos alunos, muitas escolas infantis têm realizado atividades pedagógicas mesmo remotamente.

Uma das instituições que aderiram às novas interações foi a Escola de Educação Infantil Brincar & Criar. Para a diretora Priscila Machado, este é o momento de a escola mostrar seu papel fundamental, para estar com as famílias e auxiliar nesta situação de pandemia. “A escola vem com a ideia de ajudar, de não deixar as famílias desassistidas nesta hora. Seria fácil fechar as portas e dizer para os pais que daqui a 15 dias a gente se vê. Mas não tem coisa mais gratificante do que saber que estamos juntos.”

LEIA MAIS: Famílias com filhos na rede pública de ensino devem receber alimentos da merenda

O material feito pela equipe conta com ideias de atividades, brincadeiras e culinária em família, entre outros. A produção é de oito funcionárias, além de professor de musicalização, nutricionista e dentista, que também estão preparando vídeos para as famílias. “Procuramos levar para os lares uma forma de ver possibilidades de enfrentar com calma e seguir uma rotina, mesmo que adaptada.”

Segundo a coordenadora pedagógica e vice-diretora, Patrícia Pellenz, o projeto, que se chama A distância não nos separa, começou a ser preparado ainda no início de março. “Já vinha se encaminhando para essa quarentena. Então, reforçamos a higiene com as crianças e quando as aulas foram suspensas, fizemos reuniões e ficou acertado que íamos iniciar o projeto de casa”, relatou. Para auxiliar os pais na rotina com as crianças, os conteúdos são enviados de manhã cedo em grupos do WhatsApp divididos por turma. Mais tarde, também são disponibilizados ao público pela página no Facebook.

LEIA MAIS: MP ajusta calendário escolar e ano letivo poderá ter menos de 200 dias

Outras modalidades
Para driblar a distância, outras creches de Santa Cruz do Sul também desenvolvem opções. Na Recanto do Brincar, os pais recebem atividades pelos grupos no WhatsApp. De acordo com a proprietária, Ana Carolina Lau, elas são encaminhadas dia sim, dia não, para que todos consigam assistir. “As professoras pensam as atividades, me enviam e seleciono. São colocadas no grupo dos pais para ajudá-los a entreter um pouco as crianças.” Entre os conteúdos que já foram enviados estão lives com contação de histórias, desafios para fazer com os pequenos e postar no Instagram, marcando a escola, e imagens de ideias de brinquedos para construir com sucata junto com os pequenos.

Já na Escola Infantil Alegria, as atividades estão sendo postadas no Instagram. “Na primeira semana postamos algumas missões na nossa página, para que os pais realizassem com os filhos em casa”, explicou a proprietária Juliana Kist. “As professoras pensaram em atividades fáceis de realizar, que envolvessem desenho, pintura, exercício físico e relaxamento”, contou. Para a próxima semana, a equipe pretende também gravar vídeos contando histórias, cantando músicas e orientando trabalhos manuais. “Nossa intenção com isso é ajudar os pais nesses dias de quarentena, dar dicas do que fazer, de como manter as crianças entretidas e ter uma interação família–escola.”

LEIA MAIS: ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA SOBRE O CORONAVÍRUS