Atendimento 06/04/2020 10h12 Atualizado às 11h28

O que muda no comércio de Santa Cruz a partir desta segunda

Lojas podem funcionar, mas de portas fechadas

Com o novo decreto assinado pelo prefeito de Santa Cruz do Sul, Telmo Kirst, os estabelecimentos comerciais podem atender a partir desta segunda-feira, 6, só que de portas fechadas. Os clientes podem receber os produtos por tele-entrega ou drive thru, sistema em que a pessoa recebe os itens dentro do carro estacionado próximo da loja.

Segundo o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Márcio Martins , a orientação é que clientes e lojistas mantenham contato por telefone, WhatsApp ou redes sociais. “Principalmente para que o cliente consiga visualizar o produto por meio de fotos. É importante mandar todos os detalhes do item que tem interesse para o lojista encaminhar as opções. Caso a pessoa chegue em casa e o produto não sirva, a troca tem que ser feita do mesmo jeito.”

Márcio ainda orienta que não será permitido atender clientes que batam na porta do estabelecimento. “Neste caso a pessoa terá que ligar para a loja e este contato será só por telefone.” Já sobre os pagamentos, é necessário entrar em contato com a loja e combinar como isso vai ser feito. “Se for necessário ir até o local, o pagamento é por drive thru e é importante combinar se vai ser preciso troco ou se será usada a máquina para passar cartão de crédito.”

A CDL esperava que fossem liberados, nesta semana, locais em que são vendidos produtos de Páscoa. “Mas como o decreto estadual, que vem acima do municipal, estabeleceu que tudo deve ficar fechado, isso infelizmente não ocorreu”, explica Martins.

LEIA MAIS : Novo decreto permite retomada da construção civil em Santa Cruz

Salões de beleza e barbearias
Uma das mudanças do decreto é que estabelecimentos como salões de beleza e barbearias podem funcionar, de portas fechadas e seguindo determinadas medidas. “Tem que se respeitar a distância de dois metros entre cada cliente, ter álcool gel, pouco contato com o atendente, restrição de acesso de pessoas, entre outros apontamentos.”

>> CLIQUE AQUI E CONFIRA O DECRETO NA ÍNTEGRA

LEIA MAIS: ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA SOBRE O CORONAVÍRUS