REAPROVEITAMENTO 24/04/2020 21h26

Programa coletou 191.550 litros de óleo em 2019

Material vira biodiesel ou é reciclado, ao invés de ir parar na natureza. Ação ambiental realizada há mais de dez anos envolve alunos de escolas do Sul do Brasil

Após atingir a marca de 1.018.894 litros coletados no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná em seus dez anos de atividades, entre 2009 e 2018, o Programa do Óleo Saturado totalizou o recolhimento de 191.550 litros pelas escolas parceiras em 2019. O volume cresce a cada ano, bem como a participação de colégios, o que consolida a iniciativa na educação e preservação ambiental.

Por meio de parceria com escolas e instituições do Sul do Brasil, o programa recolhe o óleo saturado e, com isso, produz biodiesel. O excedente vai para reciclagem. Em contrapartida, os parceiros recebem um bônus por litro coletado, cujo valor, ao término de cada ano, pode ser trocado por mercadorias nas lojas da Agro-Comercial Afubra.

A escola ou instituição parceira recolhe o óleo, filtra e armazena em garrafas PET, que são destinadas à filial da Afubra da sua região mais próxima. A partir daí o material é enviado à Usina de Biodiesel da Associação dos Fumicultores do Brasil, localizada no Parque da Expoagro, em Rio Pardo.

LEIA MAIS: FOTOS: aposentado planta mil mudas e recria parte de floresta em Vera Cruz

No processo de reciclagem, os resíduos (farinhas e restos que ficam dentro do óleo) são destinados para uma empresa especializada e licenciada que os transforma em matéria-prima para rações. Já as garrafas são doadas para a Cooperativa de Catadores de Rio Pardo.

“Ou seja, desde a coleta do óleo nas residências até o fim do processo, tudo conta com um destino correto, contribuindo para a diminuição dos impactos ambientais”, enfatiza o gerente de Produção Agroflorestal da Afubra, engenheiro florestal Juarez Iensen Pedroso Filho.

LEIA MAIS: Consciência ambiental que se transforma em hábito

Interferência da Covid-19

Com a situação de isolamento social e escolas fechadas por causa da Covid-19, e com o cancelamento da 20ª Expoagro Afubra pelo mesmo motivo, os cheques-bônus ainda não foram entregues às escolas e instituições parceiras. “Os cheques estão à disposição em nossas filiais e na matriz, com as equipes do programa. Porém, ressaltamos que os responsáveis podem buscá-los sem pressa, pois valem até 31 de outubro de 2020”, explica o gerente de Assuntos Corporativos da Afubra, Marco Antonio Dornelles.

LEIA MAIS: Afubra decide pelo cancelamento da Expoagro

Ele também ressalta que, pela situação de pandemia, o recolhimento do óleo está suspenso. “Entretanto, os parceiros que tiverem óleo para entregar podem entrar em contato com a filial com que estão acostumados a conversar. Iremos estudar uma forma de recolhimento.”

LEIA MAIS: Projeto Repensar terá ações mensais de incentivo a práticas sustentáveis