COOPERAÇÃO COMUNITÁRIA 24/05/2020 22h22

Unisc vira protagonista no enfrentamento à Covid-19

Alunos, bolsistas e pesquisadores decidiram embarcar em propostas e projetos de auxílio ao próximo

Desde que a rotina foi alterada pela presença do novo coronavírus, ainda no mês de março, equipes da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) começaram um trabalho silencioso em benefício da comunidade. Longe de seus laboratórios, gabinetes e salas de aula, professores tinham a necessidade de colocar em prática toda a sabedoria do mundo acadêmico. Da mesma forma, alunos, bolsistas e pesquisadores, que ficariam ociosos com a suspensão das atividades presenciais, decidiram embarcar em propostas e projetos de auxílio ao próximo.

Para exercitar a empatia, a Unisc evidenciou sua vocação comunitária, abrindo as portas da pesquisa, do conhecimento e da extensão. Faz do sabão artesanal para pessoas carentes até os testes mais modernos que detectam com precisão a Covid-19, na ânsia de que a expressão “vai passar” seja o alento dos santacruzenses. Na escalação de papéis dos atores envolvidos no combate à pandemia na região, a universidade assumiu seu posto de protagonista, centralizando serviços, captando doações e integrando empresas, voluntários e mentes.

LEIA MAIS: Unisc promove debate virtual sobre comunicação em tempos de pandemia

A responsabilidade do diagnóstico preciso

O bloco 55 do campus da Unisc está isolado. No espaço há um forte esquema de segurança para garantir que ninguém que tenha acesso ao local seja exposto à Covid-19. A professora Andréia Rosane Valim é a diretora de Inovação e Empreendedorismo da Unisc. Ela ajuda a comandar os profissionais e voluntários que fazem os testes para detectar a doença. Ao todo, 11 pessoas se alternam em turnos nos laboratórios. “A gente tem aprendido em uma rotina nova, como é a pesquisa na prática. Lidamos com um teste que tem consequências, em qualquer resultado”, destaca a professora.

Além de avaliar o comportamento do novo coronavírus em tempo real, por meio das máquinas usadas nos testes, os pesquisadores trocam experiências e ampliam conhecimento. Dos 11 envolvidos, três são de outras universidades. Dois voluntários estudam na Universidade de São Paulo (USP). São pesquisadores santa-cruzenses que estão no município por conta do isolamento social. “Estamos promovendo uma troca de experiências que é desafiadora e muito boa, ao mesmo tempo”, definiu Andréia.

LEIA TAMBÉM: Unisc realiza Vestibular diferenciado por causa do coronavírus

Para ajudar na proteção e na respiração

O professor dos cursos de Engenharia da Unisc, Eliezer Henker, atuou no desenvolvimento de peças para o conserto de respiradores artificiais e no desenho e confecção das máscaras face shields – aquelas que oferecem proteção na frente do rosto. Ele se sentiu tocado a ajudar, pois entendia que o “ficar em casa”, assim que a atividade no campus foi suspensa, seria fazer algo pelo próximo. “A Unisc virou o ‘quartel-general’ da atividade, que contou com a força de professores, alunos e outros voluntários”, disse Henker.

Dessas mentes saiu o desenho das máscaras usadas para proteger todos os profissionais de saúde da região e o molde para as peças necessárias aos respiradores artificiais. “As indústrias da região ajudam na fabricação, em um movimento que está sendo fantástico. Nossos desenhos não têm direito autoral e podem ser utilizados na fabricação de produtos para ajudar outras pessoas também.”

LEIA TAMBÉM: Unisc cria máscaras para a proteção de recém-nascidos

Parte do grupo do professor Henker na Xalingo Brinquedos, de Santa Cruz do Sul. A indústria é uma das parceiras na fabricação das face shields

Para manter mulheres e vulneráveis em segurança

Com a população mais tempo em casa, por conta da pandemia, aumentam os casos de violência doméstica. A incidência de agressões verbais e físicas, em lares onde elas são corriqueiras, tendem a crescer neste período. A professora Caroline Fockink Ritt, que é pós-doutora em Direitos Fundamentais, criou o Disque Maria da Penha. O serviço, que já é oferecido por meio do atendimento na Delegacia de Polícia, migrou para o telefone, para não deixar vítimas sem orientação. “A ideia deu tão certo aqui em Santa Cruz que será ampliada para os campi de Montenegro, Sobradinho e Venâncio Aires. Existem muitas dúvidas, e este atendimento é necessário”, confirmou a coordenadora.

LEIA MAIS: Revista científica da Unisc recebe artigos sobre fake news em época de pandemia

Camila: muitos só querem conversar conosco

Camila Alves Nemececk é aluna do 9º semestre de Direito da Unisc e participa do Tele Maria da Penha. No atendimento por telefone, segundo ela, as dúvidas são de todos os tipos, até mesmo de idosos em situação de vulnerabilidade. “Muitos só querem conversar, estão preocupados, com medo. Querem saber se existe lei ou alguma situação que os acolha. Estamos aprendendo a realizar um atendimento humanizado – e isso é muito bom”, classificou Camila. No futuro, quando já for advogada, Camila lembrará que quase no fim da faculdade, no meio de uma pandemia, prestou atendimento a vítimas de violência doméstica por telefone e que este serviço a deixou mais próxima daqueles que necessitam da garantia de seus direitos.

O apoio aos pequenos negócios

A Unisc não é banco para emprestar dinheiro aos pequenos negócios. Porém, no campo da comunicação, professores e alunos colocaram a criatividade para trabalhar em favor dos empreendimentos de pequeno porte da região. O coordenador dos cursos de Comunicação Social e Fotografia, Willian Fernandes Araújo, conta que ele, colegas e alunos trabalharam duro para criar sites, campanhas de mídia digital e material de conteúdo publicitário para ajudar nas vendas, prejudicadas pela pandemia. “A mobilização e o atendimento a estas demandas foram feitos a partir de casa. O contato com as empresas e a troca de informações entre alunos e professores foram online”, destacou.

Carolina acredita que o “normal” será diferente

A estudante de Jornalismo Carolina Goettems de Oliveira Appel está no 7º semestre do curso e pegou para si o trabalho de quatro clientes que procuraram a ajuda da Unisc. “Eu fiz um cartão virtual para um cliente, que gravou um vídeo, emocionado, me agradecendo. É uma coisa bem simples para nós, mas para ele, foi a diferença para continuar ativo neste momento”, contou Carolina. A estudante experimentou o trabalho em sistema home office, e aprovou a medida. “Todo mundo fala em voltar ao normal, mas eu acho que teremos um novo normal a partir de agora.”

LEIA MAIS: Unisc recebe Extrator de RNA que possibilita a realização de testes

NA PRÁTICA

Telecuidado – Equipe de estudantes dos cursos de Medicina e Psicologia, atuando no esclarecimento de dúvidas sobre o novo coronavírus. Disponível pelo telefone 3717 7300
Call Center Jurídico – Atendimento jurídico gratuito com o objetivo de esclarecer dúvidas sobre benefícios federais concedidos durante a pandemia. O serviço pode ser acessado pelo telefone 3717 7444
Tele Maria da Penha – Atendimento gratuito para mulheres e pessoas vítimas de violência doméstica, que acabam mais fragilizadas ainda durante o isolamento social. Serviço prestado pelo telefone 3717 7444
Tummi Coronavírus – Plataforma online com atendimento médico, psicológico e psiquiátrico, feito por profissionais da Unisc aos pacientes em suspeita de Covid-19.
Exames Covid-19 – Serão realizados cinco mil testes para detecção da Covid-19, em laboratório. A capacidade de testagem é de 50 a 100 amostras analisadas por dia.
Testes rápidos – Em parceria com a Universidade Federal de Pelotas (Ufpel), a Unisc realiza a coleta de testes rápidos junto à população de Santa Cruz do Sul. Neste fim de semana ocorre a última avaliação. Os resultados ajudam na tomada de decisões por parte do governo do Estado.
Produção de máscaras face shields – O TecnoUnisc está confeccionado as máscaras no modelo face shield, por meio do curso de Engenharia da Produção. Os modelos foram feitos na Unisc e indústrias locais produzem as peças, que abastecem hospitais da região.
Reator de desinfecção para ambientes fechados – Protótipo chamado Fotorreator Tubular foi projetado para a desinfecção de ambientes fechados. O aparelho está em desenvolvimento pelos cursos de Engenharia da Unisc.
Conserto e manutenção de respiradores – Profissionais da Unisc atuam para consertar e fazer a manutenção de respiradores com defeito dos hospitais da região.
Produção de sabão – Professores, alunos e voluntários produzem sabão artesanal que é doado para entidades e pessoas carentes em Santa Cruz do Sul.
Destilação de etanol – Produção de álcool para higienização a partir de bebidas alcoólicas como uísque e vodka. O álcool que resulta do processo vai para a Secretaria Municipal de Saúde.
Produção de álcool em gel para o hospital – A Farmácia-Escola da Unisc já produziu mais de 200 quilos de álcool em gel para o Hospital Santa Cruz (HSC). O insumo é feito nos laboratórios de farmácia do curso.
Doação de álcool em gel para a Prefeitura – A Unisc doou álcool em gel 70o , destinado à higienização e à limpeza de bancadas e materiais nos postos de saúde do município. A Clínica Uni-Rim também foi beneficiada com a doação, pois atende cerca de 150 pacientes do grupo de risco da Covid-19 pelo menos três vezes por semana.
Álcool em gel para o asilo – A Farmácia-Escola e o curso de Farmácia fizeram doação de máscaras, luvas e álcool em gel para a Associação de Amparo aos Necessitados e Idosos de Santa Cruz do Sul (Asan).
Doação de máscaras e jalecos – Com modelos criados pela TecnoUnisc, empresas locais confeccionam máscaras e jalecos de tecido.
Produção de pães – Em parceria com a Prefeitura, que serve marmitas diariamente a famílias carentes do município, voluntários fabricam 1,2 mil pães por dia, de segunda a sexta-feira.
Sopa do bem – Todo sábado, na parceria com o Grupo do Bem, equipes de voluntários da Unisc servem de 800 a mil porções de sopa para famílias carentes do município.

Assessoria para pequenos negócios – Os cursos de Comunicação Social e Fotografia estão assessorando empresas de pequeno porte na criação de layouts, postagens e conteúdos para redes sociais.
Aplicativo Daqui Alimentos – O aplicativo já estava em fase de desenvolvimento e será disponibilizado agora. O Daqui Alimentos é uma ferramenta digital de vendas que irá interligar mil produtores rurais em 23 municípios da região. A meta é aproximar o consumidor do pequeno produtor rural.
Orientação individual para pacientes do grupo de risco – Equipe de enfermagem do Serviço Integrado de Saúde está destacada para orientar familiares e pacientes sobre os cuidados com a pandemia do novo coronavírus.
Capacitação em enfermagem – Treinamento dos enfermeiros que estão na linha de frente no Hospital Santa Cruz sobre os cuidados especiais com o novo coronavírus. É realizada também uma orientação às equipes de enfermagem e nutrição sobre o uso adequado de equipamento de proteção individual (EPI), assim como o isolamento respiratório e capacitação sobre o manejo adequado de pacientes com sintoma de Covid-19.
Cursos de extensão grátis – Oferta de diferentes cursos de extensão no formado de ensino à distância (EaD), de forma gratuita para a comunidade.

Vivenciar o espírito comunitário

A professora Carmen Lúcia de Lima Helfer é a reitora da Unisc. Ela conta que ao longo dos anos a maior característica da universidade foi estar sempre inserida na comunidade. A própria comunidade integra a Unisc, por meio dos conselhos da Associação Pró-Ensino em Santa Cruz do Sul (Apesc), mantenedora da instituição, que há quase 60 anos é a tradução do verbete “comunitário”. “A universidade está podendo vivenciar o espírito comunitário e o compromisso social que sempre teve. Este comprometimento que se manifesta ao longo da nossa história em vários setores da comunidade, agora surge com força, neste tempo inédito de pandemia”, disse.

Praticamente todas as áreas do conhecimento, representadas pelos departamentos e cursos da Unisc, estão envolvidas de uma forma ou de outra em algum serviço prestado à comunidade durante a pandemia. “Do exame mais elaborado, com todo o conhecimento científico, até o pão e o sabão artesanal. Em todas elas existe ciência, conhecimento e cooperação.” Segundo a reitora, toda a infraestrutura do campus de Santa Cruz do Sul, que ficou ociosa para assegurar a saúde de professores, alunos e colaboradores, foi colocada à disposição da comunidade.

“Além destas iniciativas aqui da Unisc, tem o Hospital Santa Cruz, que está todo organizado e preparado para enfrentar esta pandemia. Tudo isso está nos dando mais coragem para enfrentar toda esta situação”, resumiu a reitora, emocionada com o rol de iniciativas desenvolvidas por professores, alunos e a comunidade acadêmica da Unisc.

LEIA MAIS: ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA SOBRE O CORONAVÍRUS