Imposto de renda 03/07/2020 07h16

Santa-cruzenses enviaram quase 30 mil declarações

Crescimento com relação ao ano passado foi de 4,75%

O prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda encerrou na última terça-feira e em Santa Cruz do Sul o número de contribuintes que encaminhou o documento superou a meta da Delegacia da Receita Federal. Neste ano, a data-limite do envio, que costuma ser 30 de abril, foi adiada por conta da pandemia.

A Receita Federal recebeu 28.622 declarações de Santa Cruz do Sul no ano passado e, em 2020, a expectativa era que o número chegasse a 29,5 mil. No entanto, as entregas excederam o esperado, com 29.981 – um crescimento de 4,75% em relação a 2019, de acordo com o delegado da Receita, auditor-fiscal Leomar Padilha.

LEIA MAIS: Imposto de Renda deverá recolher R$ 125 milhões em Santa Cruz do Sul

Nos municípios abrangidos pela Delegacia da Receita Federal de Santa Cruz foram entregues 158.189 formulários, o que representa 3.189 a mais que a expectativa. No Brasil o número chegou a 31.980.146, 4,25% a mais que o ano passado. Já no Rio Grande do Sul foram encaminhadas 2.258.105 declarações – 2,64% além da expectativa e 3,67% a mais que em 2019.

Padilha vê esse crescimento como positivo. “Sem muito aprofundamento, podemos inferir que os incrementos foram influenciados por dois fatores: a elevação da renda das pessoas e a falta de correção da tabela do Imposto de Renda. A última correção foi em 2015, de forma que os contribuintes que recebem dois salários mínimos já precisam declarar.” Mesmo com o fim do prazo, quem se enquadra nas regras de obrigatoriedade precisa declarar, e agora com multa mínima de R$167,74. Além desse valor, a multa adicional incide sobre o imposto devido, variando de 1% ao mês até o limite de 20%.

LEIA MAIS: Receita paga segundo lote de restituição de Imposto de Renda nesta terça-feira

SAIBA MAIS
Restituição
– A Receita começou a pagar na última terça-feira o segundo lote de restituições. Os valores são depositados na conta bancária indicada pelo contribuinte. Neste ano, em razão da pandemia, o cronograma foi alterado e a restituição será paga em apenas cinco lotes, entre maio e setembro.

Destinar – O Projeto Destinar, que permite ao contribuinte deixar 6% do imposto devido para o Fundo do Idoso e o Fundo da Criança e do Adolescente, também teve bom desempenho. “Como a grande maioria dos contribuintes deixa para pagar o Darf no último dia, ainda não temos estes dados. No entanto, temos grande expectativa para este ano”, disse Padilha.

LEIA TAMBÉM: Santa Cruz pode bater recorde na destinação a projetos sociais


MAIS LIDAS