Congelou 03/07/2020 09h16

Santa Cruz registra a menor temperatura do ano durante a madrugada

Situação deve se repetir no fim de semana, mas uma reviravolta no tempo ainda pode surpreender os santa-cruzenses

Todos os clichês de inverno se tornaram reais nesta sexta-feira, 3: o frio de “renguear cusco” e de “bater queixo” chegou a Santa Cruz do Sul. A madrugada, inclusive, registrou a temperatura mais baixa desde o dia 1º de janeiro de 2020. E isso deve se repetir no fim de semana, mas uma reviravolta no tempo ainda pode surpreender os santa-cruzenses.

Às 5h34 desta sexta, a estação meteorológica da Gazeta Grupo de Comunicações (no Centro da cidade) marcou a mínima do ano, de 3 graus – mas a gente bem sabe que a sensação térmica, neste horário, foi muito mais baixa. A estação do Country registrou temperatura ainda menor durante a madrugada: 2,7 graus. Ainda houve registro de geada em diversos pontos do município.

LEIA TAMBÉM: Temperatura despenca e eleva procura por abrigo

Geada foi registrada no campo do Flamengo, no Arroio Grande | Foto: Adriano Maas/Divulgação

E Santa Cruz não foi o único município dos Vales que foi marcado pelo frio intenso. Venâncio Aires teve a mínima da região entre os municípios com monitoramento automático, de 1,5 graus. Rio Pardo marcou 2,5 graus; Cachoeira do Sul teve marco de 2,8 graus; e, Salto do Jacuí teve mínima pouco maior que Santa Cruz, de 3,3 graus, todos durante a madrugada.

Todo esse frio é naturalmente esperado para o inverno, que teve início há apenas 13 dias (em 20 de junho). Conforme o meteorologista da MetSul, Luiz Fernando Nachtigall, o tempo seco deve se manter entre esta sexta e sábado. “A massa de ar seco e frio de origem polar, sobre o Estado, garante tempo firme nesta sexta, que será mais um dia muito frio, literalmente congelante, no Estado e na Região do Vale do Rio Pardo”, disse, à Rádio Gazeta.

Apesar do frio, ainda será possível esquentar os pés ao sol, porque ele vai predominar ao longo do dia, com vento fraco na região. A situação deve se repetir neste sábado, quando pode haver novo recorde de mínima do ano. “A temperatura permanece muito baixa na madrugada [de sábado], inclusive vão se repetir essas mínimas abaixo dos 5 graus e até próximas de zero em alguns pontos, com formação de geada em diversos locais da região.”

No domingo, no entanto, haverá uma reviravolta no tempo e a instabilidade chega ao Vale do Rio Pardo. Conforme Nachtigall, a chuva que começa a dar as caras em Santa Cruz e municípios vizinhos pode ser, inclusive, localmente forte em alguns pontos. E a instabilidade deve ficar à espreita, já que na terça-feira as pancadas de chuva são esperadas novamente.

LEIA TAMBÉM
Campanha do Agasalho 2020 supera doações do ano anterior
Expectativa é que o Lago Dourado esteja no nível normal em 20 dias

Previsão para os próximos dias*:

Sexta-feira: mínima de 2 graus, máxima de 13 graus, dia de sol
Sábado: mínima de 5 graus, máxima de 19 graus, predomínio de sol
Domingo: mínima de 14 graus, máxima de 18 graus, chuva a qualquer hora
Segunda-feira: mínima de 7 graus, máxima de 16 graus, sol entre nuvens
Terça-feira: mínima de 9 graus, máxima de 13 graus, pancadas de chuva

*Dados obtidos no Climatempo às 8h35 desta sexta-feira, 3. A previsão do tempo pode mudar a qualquer momento, sem aviso prévio.

LEIA MAIS: Frio chega e muda rotina dos moradores da região