Polêmica 09/07/2020 12h22

Deputado gaúcho pede que Procuradoria investigue professor da Unisc após publicação

Na postagem, anexada ao ofício, professor sugeria que Bolsonaro e seus familiares ingerissem um raticida

O deputado gaúcho Ubiratan Antunes Sanderson (PSL) encaminhou um ofício ao procurador-geral da República, Augusto Aras, solicitando investigação sobre a publicação feita pelo professor da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) Júlio Bernardes. No ofício, o deputado federal pede que “sejam adotadas as medidas cabíveis para apurar a possível prática delitiva de ameaça ao Presidente da República” feita por Bernardes no Facebook. Na publicação, anexada ao ofício, Júlio Bernardes, que é professor de Filosofia na Unisc, sugeria que Bolsonaro e seus familiares ingerissem um raticida. 

LEIA MAIS: Jair Bolsonaro tem resultado positivo para o novo coronavírus

No documento, o deputado bolsonarista afirma, ainda, que “essa conduta de disseminar mensagem de ódio não condiz com a ética e o decoro que se espera de um professor universitário”, e diz que a conduta é “ofensiva à integridade do Presidente”. O ofício foi enviado nessa quarta-feira, 8.

>>> Clique aqui para ler o ofício na íntegra.

A manifestação do professor já havia gerado polêmica em Santa Cruz do Sul e região. A Unisc, inclusive, emitiu uma nota em relação à publicação, afirmando que “tais palavras não refletem a posição da Universidade, caracterizada pelo pluralismo de ideias, que é a base da autonomia universitária e princípio fundante da democracia”.

LEIA MAIS: Postagens sobre Bolsonaro causam polêmica em Santa Cruz