Pandemia 13/07/2020 14h56

ACI diz que bandeira vermelha irá agravar a crise econômica em Santa Cruz

Em nota, Associação oficializou a posição contrária à decretação da nova bandeira no município

Em manifestação encaminhada na manhã desta segunda-feira, 13, às autoridades do município e do Estado, a Associação Comercial e Industrial (ACI) de Santa Cruz do Sul oficializou a posição contrária à decretação da bandeira vermelha no município. A ação reforça o recurso encaminhado no final de semana pela Associação dos Municípios do Vale do Rio Pardo (Amvarp) e pelo Consórcio Intermunicipal de Serviços do Vale do Rio Pardo (Cisvale) ao governo do Estado, diante da possibilidade de mudança da bandeira da região de laranja para vermelha. A alteração impõe sérias restrições às atividades produtivas, agravando ainda mais os danos gerados à economia pela pandemia da Covid-19.

LEIA MAIS: Bandeira vermelha se deve, principalmente, à situação na macrorregião e no Estado

Na carta, a entidade destaca as mais de 200 empresas fechadas somente no município desde o início da pandemia, em março. Lembra que as organizações estão cumprindo todos os rigorosos protocolos de higiene impostos pelo Estado e pelo município e que por isso a taxa de mortalidade  regional é de 3,4 a cada 100 mil habitantes, uma das menores do RS, “sendo que em Santa Cruz houve apenas dois óbitos”. Destaca também que no dia 11 de julho foram habilitados 10 novos leitos de Covid-19 junto ao Hospital Santa Cruz.

LEIA MAIS: Ação coletiva vai tentar reverter bandeira vermelha no Vale do Rio Pardo

A ACI ainda conclamou as demais entidades empresariais a também se manifestarem contra a bandeira vermelha, e solicitou ao município e à Amvarp que continuem os esforços para evitar a mudança, bem como ao governo do Estado para que revise os cálculos e indicadores para não penalizar a região com restrições ainda mais severas. 

LEIA MAIS
Saiba o que muda se a bandeira vermelha for confirmada na região
ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA SOBRE O CORONAVÍRUS

VEJA A NOTA NA ÍNTEGRA