ECONOMIA 04/08/2020 17h23

Nova gasolina chega aos postos de Santa Cruz ainda nesta semana

Combustível tem maior eficiência energética que o atual, com um padrão de qualidade semelhante ao do produto europeu

A gasolina com o novo padrão estabelecido pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) começou a ser vendida no Brasil nessa segunda-feira, 4. O combustível atende às especificações da Resolução 807/2020, publicada em janeiro, as quais já são observadas em outros países. Em Santa Cruz do Sul, a previsão é de que o produto já esteja disponível em pelo menos um posto a partir desta terça-feira, 4. No entanto, o prazo para regulamentação é de 90 dias.

O presidente do Sindicato Intermunicipal do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes no Rio Grande do Sul (Sulpetro), João Carlos Dal’Aqua, explicou que o momento é de adaptação. “É um produto novo, está chegando aos poucos e com especificação definida, que vai regularizar o mercado. Para o consumidor, vai trazer eficiência energética, que é maior quantidade de energia no momento da queima do combustível. No entanto, será muito sutil, nada que seja percebido de uma hora para outra.”

LEIA MAIS: Gasolina com novo padrão chega ao mercado a partir desta segunda-feira


A nova gasolina deve ser mais cara. Sem falar em valores, Dal’Aqua estima que o preço cobrado não será muito impactante no bolso do consumidor. “O preço é um cenário que a gente não consegue projetar, será definido pela cotação no mercado internacional e outras variáveis, como frete e câmbio. A Petrobras é responsável por apenas 30% do valor final, o que pesa mesmo são os tributos. Mas se levarmos em conta todos os benefícios, a vinda dessa gasolina é muito positiva, porque o consumidor poderá ficar mais seguro com o produto que está adquirindo.”

Ele esclareceu ainda que a gasolina, de padrão e qualidade internacional semelhante à vendida nos Estados Unidos e na Europa, vai beneficiar tanto os veículos mais modernos, que têm injeção eletrônica, quanto os carburados, que não dispõem desse sistema. “Sempre tivemos queixas de que a nossa gasolina era ruim. Estamos agora partindo para outro patamar, é uma evolução. Vai continuar com a mesma adição de etanol anidro, que é de 27%, beneficiando todos os veículos de modelos mais novos e mais antigos.”

O presidente da Sulpretro acrescentou que a aquisição do combustível nos estabelecimentos deverá acontecer de forma gradual, de acordo com o escoamento dos estoques. “O estoque de um posto dura, no máximo, 15 ou 20 dias. No entanto, eles devem escoar a quantidade existente na distribuidora para somente depois começar a usar a nova. É provável que muitos postos façam promoções para liquidar o produto antigo, mas é uma decisão individual de cada um”, defendeu Dal’Aqua.

LEIA MAIS: Petrobras anuncia redução de 4% no preço da gasolina nas refinarias


Próximos dias

Em Santa Cruz do Sul, das cinco redes de postos pesquisadas na tarde dessa segunda-feira, 3, três devem iniciar a venda nos próximos dias. E apenas duas ainda não têm previsão. No Posto Rodoil, localizado próximo ao Acesso Grassel, a previsão era de que o combustível começasse a ser oferecido já nesta terça. O proprietário Sergio Morales afirmou na segunda que ainda não sabia quais valores seriam praticados.

Na rede Shopping Car, o diretor Roberto Ruschel afirmou que é muito provável que a nova gasolina esteja disponível até a metade desta semana. “Recebemos cargas de combustível diariamente, pois temos um giro bem alto, então logo o produto vai estar disponível.”

Ruschel disse desconhecer o valor que será cobrado pelo litro, mas advertiu que a rede, com seis postos em Santa Cruz, está com preço promocional de R$ 3,99 (valor de segunda-feira, podendo ter alteração). A rede Nevoeiro ainda possui estoque do antigo produto, mas a previsão é de que a troca aconteça até o fim desta semana. Já nas redes Pflug e Postos Sim, que têm estoques maiores, ainda não há previsão.

LEIA TAMBÉM : Governo quer trocar PIS/Cofins por novo imposto sobre consumo