Presencial 14/09/2020 07h39 Atualizado às 09h52

Educação Infantil do Colégio Mauá retoma aulas nesta quarta

Retorno de alunos será de forma escalonada até o fim de semana. Já o Ensino Médio volta na próxima segunda

De maneira escalonada, os alunos da educação infantil das duas unidades do Colégio Mauá retornam às atividades presenciais a partir da próxima quarta-feira, 16. O anúncio foi feito pelo diretor da instituição, Nestor Raschen, no último sábado, 12. A volta está condicionada à manutenção dos riscos baixos de contágio do novo coronavírus, com bandeiras entre laranja e amarelo.

Conforme o diretor, a decisão foi tomada após consulta junto a autoridades de saúde municipais, orientadas pelo Gabinete de Emergências. “Criamos uma escala. Primeiro voltam os alunos de cinco anos. Na quinta-feira, voltam os que têm quatro, na sexta os de três anos e no início da semana que vem os demais”, disse o diretor. Todos os pais já receberam as orientações com os protocolos de segurança adotados pelo Mauá.

Comunicado, exibido no sábado nas redes sociais, confirmou a volta da Educação Infantil

LEIA MAIS: Conselho de Saúde se posiciona contrário ao retorno das aulas em Santa Cruz do Sul

O retorno da Educação Infantil ocorrerá de forma integral. O Mauá adequou a área física e ampliou o número de turmas para garantir o distanciamento social necessário à segurança. Já o Ensino Médio, que tem a data de retorno marcada para a próxima segunda-feira, dia 21, volta com apenas 50% dos alunos. “Lembrando que a presencialidade não é obrigatória. Quem não quiser retornar neste momento poderá continuar assistindo às aulas no sistema remoto”, destacou Raschen. Sobre a volta do Ensino Fundamental, ainda não há cronograma.

Outra situação frisada pelo diretor é a classificação de risco das bandeiras de distanciamento controlado. A volta e manutenção das atividades escolares no Mauá está condicionada às bandeiras amarela e laranja – de risco baixo e médio. Se houver alteração para bandeira vermelha, as atividades serão novamente suspensas.

O colégio também já definiu o calendário letivo até o fim do ano. As aulas encerrarão no dia 22 de dezembro, com recesso entre o Natal e Ano-Novo. “Nas primeiras duas semanas de janeiro, iremos realizar um reforço escolar, para então encerrar o ano letivo.” Já o ano escolar de 2021 tem data programada para iniciar em 22 de fevereiro de 2021.

LEIA MAIS: Creches particulares retomam atividades presenciais a partir do dia 15 de setembro em Santa Cruz

Rede privada

Colégio São Luís decidirá com os pais

Por meio de sua assessoria de imprensa, o Colégio Marista São Luís disse à Gazeta do Sul que a instituição segue as decisões governamentais que definiram a suspensão das aulas presenciais e a consequente continuidade do processo de ensino e aprendizagem por meio de atividades domiciliares. Dessa forma, a eventual reabertura do colégio também dependerá das determinações do poder público municipal.

Em nota, a instituição também salientou que compartilha com toda a comunidade escolar o conjunto de protocolos de segurança que estão sendo construídos – em parceria com a Estrutura Executiva dos Colégios e Unidades Sociais da Rede Marista e com a orientação técnica do Serviço de Infectologia do Hospital São Lucas da PUC-RS. Ainda conforme a nota, o processo de retomada das aulas presenciais será realizado de forma gradual e a partir do diálogo entre família e escola.

LEIA MAIS: Volta às aulas nas escolas públicas da região fica para outubro

Dom Alberto decide nesta semana

A diretora pedagógica do Colégio Dom Alberto, Luciana Andrea Zimmer, disse que a decisão sobre uma possível volta às atividades presenciais no colégio deve ser tomada nesta semana. Segundo ela, os pais não têm se mostrado favoráveis a uma retomada agora. “Nós estamos fazendo uma consulta às famílias e este processo ainda não está concluído. Após realizarmos mais algumas reuniões, saberemos quando e de que forma ocorrerá este retorno”, destacou.

Luciana explica que, desde o dia 23 de março, quando o colégio suspendeu as aulas presenciais por conta da pandemia, alunos e professores têm utilizado o sistema de ensino remoto, que no caso da comunidade escolar do Dom Alberto tem se mostrado eficiente. “Só o convívio presencial dos alunos mesmo que está fazendo falta, mas esta é uma questão de necessidade. A atividade completa está sendo feita no modelo remoto.”

Educar-se confirma após pesquisa

A diretora da Escola Educar-se, Valderez Maria Kern, disse que hoje será concluída uma pesquisa de opinião, coletada junto às famílias dos alunos da Educação Infantil da escola. “Esta pesquisa foi feita após as reuniões que foram realizadas com familiares de alunos dos níveis um, dois e três. O prazo para respostas é 9 horas desta segunda-feira.”

Com base nos resultados desta avaliação a Educar-se que também já elaborou seu plano de medidas para a volta às aulas, espera poder confirmar a data a forma do retorno dos alunos às salas de aula. “Nós já fizemos todos os ajustes nas salas e estamos aguardando agora esta decisão das famílias”, complementou a diretora.

LEIA MAIS: Educação infantil de Rio Pardo só terá retorno no ano que vem