Tradição 14/09/2020 11h01 Atualizado às 16h41

Semana Farroupilha: atrações virtuais são alternativa durante a pandemia

Cada CTG organiza a própria programação, respeitando as medidas de segurança e garantindo a celebração no mês tradicionalista

Uma das celebrações mais importantes no calendário gaúcho, a Semana Farroupilha terá uma programação online em função da pandemia do novo coronavírus. Com tema estadual Gaúchos sem Fronteiras, as atividades em Santa Cruz do Sul que tiveram inicio nesse domingo, 3, seguem até o dia 20 deste mês.

Para evitar aglomerações, o tradicional desfile farroupilha foi cancelado, assim como as rondas pelos CTGs. As apresentações e comemorações serão realizadas de forma individual pelas entidades, com a presença restrita de público. As transmissões serão por meio das redes sociais.

A presidente da Associação Tradicionalista Santa-Cruzenze (ATS), Rosângela Jochims, explica que, com as regras de distanciamento social e as limitações impostas pela pandemia, tudo precisou ser reinventado. “Lançamos o concurso de desenhos entre as crianças do pré-mirim a juvenil. Um livro será montado e estará disponível de forma online”, disse.

LEIA MAIS: Semana Farroupilha não terá desfile e cada CTG organizará as comemorações

“Já o concurso de gastronomia terá a apresentação dos pratos no dia 16, quando será realizado o acendimento da Chama Crioula na sede do CTG Rincão da Alegria, apenas com a presença de algumas autoridades”, conta. A centelha da chama estará disponível para a comunidade e poderá ser retirada entre 20h30 e 21h30. Os interessados deverão levar um lampião.

O encerramento das atividades da Semana Farroupilha acontece no dia 20, com entrega das medalhas e troféus aos vencedores dos concursos – os horários e local ainda serão definidos. No mesmo dia, haverá uma live de integração dos CTGs.

“Teremos as apresentações dos CTGs e de artistas locais e premiações dos concursos, além de homenagem para a patrona da Semana Farroupilha Célia Carvalho Lacerda e ainda homenagens póstumas. Para evitar aglomerações, cada CTG terá um horário para se apresentar e depois deixará o local”, explica.

A transmissão será pela página da ATS Tradicionalista. “Lamento muito que neste ano tenhamos que trabalhar a nossa própria cultura de uma maneira tão diferente, porque para nós o CTG é união, é integração e isso infelizmente não será possível. Mas foi o jeito que encontramos de comemorar a Semana Farroupilha e a nossa esperança é que no próximo ano as atividades presenciais sejam retomadas”, considerou.

LEIA TAMBÉM: Semana Farroupilha terá programação virtual a partir do dia 11 em Venâncio Aires

Uma programação diferente com drive-thru de carreteiro

Nem mesmo a chuva do último sábado, 12, impediu a realização do Carreteiro de Galpão promovido pelo CTG Candeeiro da Amizade de Vera Cruz, no formato drive-thru. Por volta das 11h30, começaram a ser entregues por uma equipe da entidade as primeiras das 200 marmitas do prato típico, acompanhado por salada de repolho. A atividade abriu a programação da Semana Farroupilha do CTG, que também teve de se reorganizar esse ano em função da pandemia.

O responsável por preparar a iguaria, Rogério Santos, que atua na área gastronômica da entidade há mais de 10 anos, e a esposa Miriam Santos iniciaram os preparativos um dia antes. “Por ser um carreteiro mais elaborado que o tradicional e levar três tipos de carne – gado, porco e linguiça campeira –, começamos a cortar e separar os ingredientes ainda na sexta-feira. Depois do molho pronto com as carnes, milho verde, tomate, cebola e alho acrescentamos ao arroz que foi cozido separadamente e finalizamos com tempero verde”, conta.

Rogério e Miriam se dedicaram à preparação do tradicional prato, que foi servido em novo formato no Candeeiro da Amizade | Foto: Lula Helfer

A receita não tem segredo, conforme Santos. “Pesquisei e adaptei ela, mas acho que o amor que colocamos no preparo é o maior ingrediente. Sou muito ligado ao CTG, já fui patrão, fiz parte da diretoria e poder cozinhar e ver as pessoas saboreando um prato com vontade me dá prazer.” Além dele e a esposa, outras seis pessoas trabalharam no preparo das saladas.

O patrão do CTG, Paulo Mans, explica que, além de preservar a tradição com a realização de atividades culturais, a ideia é também buscar recursos por meio de eventos gastronômicos para custear as despesas da entidade.“Estamos gravando vídeos que serão divulgados nas redes sociais para mostrar às pessoas um pouco dos nossos costumes e a nossa entidade. E, por uma questão financeira de estarmos impossibilitados de realizar os jantares com baile, adaptamos alguns pratos para serem vendidos no sistema drive-thru. Com este dinheiro vamos pagar as despesas da entidade”, esclarece.

Mans observa que, mesmo de forma virtual, a manutenção da programação da Semana Farroupilha é uma forma de se aproximar do público em meio às restrições. “Antigamente não se tinha as tecnologias e ferramentas que temos hoje e, diante deste cenário atual, precisamos usar esses recursos para que a tradição gaúcha seja mantida. Claro que não é a mesma coisa que uma apresentação ao vivo, perde um pouco o brilho, principalmente para as crianças que esperam ansiosas pela data”, afirma.

LEIA TAMBÉM: Pandemia impacta também no folclore

NO CANDEEIRO

Nesta segunda, 14
Pela manhã ocorrem as gravações de declamação, apresentação de danças e interpretação do hino riograndense no CTG vera-cruzense. Já às 19h30, será realizado o Culto Crioulo na Igreja Evangélica do Centro, com um número restrito de pessoas. A transmissão será pelas redes sociais do CTG.

Quarta-feira, 16:
A partir das 18 horas, Noite do Pastel Campeiro (drive-thru). Além do pastel campeiro com três tipos de carne, haverá o tradicional de carne de gado, o de frango e o de chocolate. Os ingressos antecipados variam de R$ 6,00 a R$ 10,00.

Sábado, 18:
A partir do meio-dia, galinhada com salada de maionese e repolho (drive-thru). Ingressos antecipados por R$ 15,00.

LEIA TAMBÉM
MTG confirma cancelamento do Enart 2020
MTG apresenta plano para retomada de eventos campeiros