REDE ESTADUAL 15/10/2020 11h02

Ato pede volta às aulas com segurança

Cpers e Fórum em Defesa da Educação e da Vida organizaram manifestação em Santa Cruz

Para marcar o Dia do Professor, o Cpers Sindicato e o Fórum em Defesa da Educação e da Vida realizaram um ato em que pedem a volta às aulas com segurança. O manifesto é estadual e ocorreu na frente das Coordenadorias Regionais de Educação (CRE’s) na manhã desta quinta-feira, 15. Em Santa Cruz do Sul, a mobilização começou por volta de 9h30 e durou cerca de uma hora.

O professor e integrante da direção do 18º Núcleo do Cpers, Elbe Belardinelli explica que o sindicato pede uma volta planejada, estruturada e com segurança. “Queremos uma estratégia de testagem. Temos o exemplo de Lajeado em que antes mesmo do retorno às aulas presenciais, cerca de 15% dos educadores da rede municipal testaram positivo para a Covid-19, ou seja, se isso acontece aqui, o vírus vai entrar na escola. A disseminação é diferente de meses atrás, mas não impede uma nova onda como ocorre na Europa por exemplo”

LEIA MAIS: Governador divulga protocolos para a volta às aulas presenciais

Foto: Rafaelly Machado

Outro ponto é o uso de equipamentos de segurança, como as máscaras. “Desde a semana passada as escolas esperam a chegada desses materiais. É preocupante, falta organização por parte do governo. Então hoje estamos aqui pedindo essa reflexão coletiva da sociedade. A escola pública, com todo o sucateamento, tem condições de voltar com as aulas? Temos também funcionários que estão afastados pois são do grupo de risco. É outro problema estrutural.”

LEIA MAIS: Escolas estaduais de Santa Cruz preparam-se para retorno das aulas

Responsabilidade
O professor salienta que na retomada os pais precisam assinar um termo de responsabilidade. “Mas se acontecer alguma infecção ou alguma morte quem vai ser o responsável? Os pais, professores, a direção ou o governo que está impondo a volta sem segurança”, questionou.

LEIA MAIS: ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA SOBRE O CORONAVÍRUS