EDUCAÇÃO 27/10/2020 17h10

Aulas presenciais na rede municipal de Santa Cruz voltam a partir de 10 de novembro

Primeiramente, voltam os alunos da educação infantil. Uma semana depois, será a vez do ensino fundamental

A Secretaria Municipal de Educação (SEE) anunciou na tarde desta terça-feira, 26, que as aulas presenciais na rede municipal de ensino de Santa Cruz do Sul voltam a partir do dia 10 de novembro, uma terça-feira. Nesta data, será autorizado o retorno da educação infantil. O ensino fundamental, anos iniciais e finais, volta uma semana depois, a partir do dia 17.

As atividades seguirão em modelo híbrido, com parte das aulas ainda ocorrendo a distância. Conforme definido pelo governo do Estado, as salas de aula poderão ter ocupação máxima de 50%, a fim de que seja mantido o distanciamento entre os estudantes.


LEIA MAIS: Estado antecipa retorno das aulas presenciais do Ensino Fundamental

Segundo a secretária de Educação de Santa Cruz, Juliana Bach, a decisão pela volta às aulas no mês de novembro foi tomada diante da melhoria nos índices de contaminação pelo coronavírus, à abertura gradativa das atividades econômicas e sociais e às sucessivas flexibilizações que vêm sendo autorizadas pelo governo do Estado. “A vida está sendo aos poucos retomada, dia a dia novas atividades são permitidas pelo governo do Estado e, consequentemente liberadas pelo município, então não há razão para que as escolas fiquem de fora desse processo, que é natural e inevitável”, avaliou Juliana.

A retomada das atividades, de acordo com a secretária, seguirá rígidos protocolos de segurança. Os materiais de limpeza das salas de aula e demais espaços escolares, bem como os equipamentos de proteção individual, destinados a alunos, professores e servidores das instituições, estão sendo adquiridos pela Prefeitura. Cerca de 90% das compras já foram realizadas e estão armazenadas para serem entregues nos próximos dias às direções das escolas do interior e da zona urbana.

LEIA MAIS: Aulas da rede estadual serão retomadas somente no dia 28


Nesse primeiro momento, seguindo a orientação do Estado, a ocupação das salas de aula será de 50%, portanto haverá revezamento. Os estudantes terão aula presencial em um dia e atividades remotas no dia seguinte. Segundo a Prefeitura, serão adotadas todas as medidas de distanciamento para evitar o contato entre as pessoas, além de horários diferenciados para o recreio e para a merenda escolar, sempre em pequenos grupos.

Juliana reforçou que o retorno dos alunos às salas de aula não é obrigatório e só ocorre com autorização dos responsáveis. “Os pais ou responsáveis que não se sentirem seguros em mandar seus filhos para a escola poderão optar pela continuidade do ensino a distância. Sabemos que é um momento delicado, as pessoas ficam um pouco temerosas, porém estamos preparados para retornar com toda a segurança”, disse.

LEIA MAIS: Estudo indica como vírus se espalha em uma sala de aula