Calorão 12/01/2021 07h16 Atualizado às 08h27

Santa Cruz tem sensação térmica de quase 45 graus

Chegada da chuva diminuiu a temperatura que caiu 10 graus em cerca de uma hora

O calorão registrado nessa segunda-feira, 11, em Santa Cruz do Sul foi escaldante. Na estação meteorológica da Gazeta Grupo de Comunicações, localizada no Centro, a máxima chegou a 39,4 graus no meio da tarde, enquanto a sensação térmica ultrapassou atingiu 44,9 graus – uma das maiores marcas já verificadas desde que o novo equipamento foi instalado, em setembro de 2019.

Nos termômetros dos bairros, as temperaturas variavam conforme o local. No Arroio Grande, nas proximidades da Feira Rural, o relógio mostrava surpreendentes 43 graus por volta das 15 horas. Na estação da Unisc, no Bairro Universitário, a sensação foi de 41,4 graus.

À noite, a chuva amenizou o calor com queda de 10 graus em cerca de uma hora. A maior rajada de vento chegou a 48 quilômetros por hora. Às 21h49 a estação meteorológica da Gazeta marcava 33,9 graus. Já às 22h49 a temperatura caiu para 23,5 graus. O acumulado de chuva no Centro de Santa Cruz entre segunda e esta terça-feira, 12, é de 24,1 milímetros.

LEIA MAIS: Região tem alerta para temporais; veja a previsão

Na área central, termômetro chegou a marcar 39 graus durante a tarde | Foto: Rafaelly Machado

Estiagem
A falta de chuva em volumes consideráveis na região já começa a produzir cenários de desolação. Na semana passada, a Gazeta do Sul publicou uma reportagem mostrando a situação do rio Pardo, importante fonte de água para a agricultura e que está praticamente seco. O Jacuí também já mostra os efeitos da estiagem e está com seu nível 1,5 metro abaixo do normal. Nas cidades, os gramados amarelados e queimados pelo sol também evidenciam a baixa umidade do solo. Em Venâncio Aires, uma estação meteorológica localizada em Linha Cerro dos Bois chegou a registrar sensação de 49,9 graus.

» Saiba como está o tempo agora em Santa Cruz

Previsão do tempo
A tão desejada chuva chegou à noite na região e deve seguir nesta terça-feira, 12, contudo, pode vir acompanhada de estragos. Uma frente fria vinda do Uruguai e da Argentina, e que inclusive provocou temporais intensos em algumas áreas desses países, com ventanias, queda de granizo e alagamentos, está chegando ao Rio Grande do Sul e também pode causar temporais no Estado.

Nesta terça-feira, o aumento da nebulosidade oferece condições favoráveis para pancadas de chuva. A Defesa Civil gaúcha emitiu alerta para trovoadas e rajadas de vento que podem chegar a 70km/h. Elas devem ocorrer primeiro nas regiões da Campanha, Fronteira Oeste e Centro, posteriormente avançando para o Norte, Serra, Região Metropolitana e Litoral Norte.

Na quarta-feira, 13, as chuvas devem perder intensidade conforme a frente fria se afasta, dando lugar a um sistema de alta pressão atmosférica, que vai trazer temperaturas mais amenas. Os mesmos avisos foram emitidos pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e pela MetSul Meteorologia.

LEIA MAIS: VÍDEO: Rio Pardo seca em Candelária e falta de chuva preocupa agricultores