Tabaco 13/01/2021 10h06 Atualizado às 10h44

Fentifumo projeta aumento nas contratações de safreiros

Algumas empresas já chamam funcionários. O auge, no entanto, deve ser em março

Com 73% do tabaco colhido no Vale do Rio Pardo, segundo último balanço divulgado pela Afubra, aos poucos inicia o período de beneficiamento do produto, acompanhado das contratações de safreiros.

De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias do Fumo e Afins (Fentifumo), Gualter Baptista Junior, a expectativa é que a safra 2020/2021 seja de grande qualidade. Ele projeta um aumento no número de safreiros. “Deve ser maior do que no ano passado ou com contratos mais extensivos. Essa safra terá uma demanda alta e para trazermos o produto precisamos de gente.”

LEIA MAIS: Colheita de tabaco chega a 73% no Vale do Rio Pardo

Conforme o presidente da Fentifumo, algumas empresas já iniciaram o processo de contratação de safreiros. O auge, no entanto, deve ser no mês de março. “Muitos são chamados de volta para esse processo que segue até julho, mas neste ano deve chegar a agosto e setembro. Importante lembrar para que a empresa siga as orientação com relação à Covid-19.”

A negociação do preço do tabaco deve ser retomada nesta semana. As entidades que representam os fumicultores devem inicialmente realizar reuniões com cada uma das empresas do setor para debater o custo de produção.

LEIA TAMBÉM: Estimativa para a safra de tabaco é de 607 mil toneladas