Alerta 22/02/2021 14h06 Atualizado às 14h29

Vale do Rio Pardo está com todos os leitos de UTI para pacientes com Covid-19 ocupados

Com esgotamento da capacidade, pacientes em estado grave com coronavírus vão precisar ser transferidos para outras regiões

Os leitos destinados para pacientes graves com Covid-19 estão completamente ocupados em Santa Cruz do Sul. A partir de agora, quem estiver em estado crítico e precisar de internação em UTI deve ser encaminhado para outras regiões, através do sistema de regulação da Secretaria Estadual da Saúde.

No fim da manhã desta segunda-feira, 22, os 14 leitos no Hospital Santa Cruz (HSC) e os nove no Hospital Ana Nery (HAN) estavam ocupados. O único espaço vago é no HSC. Ele é reservado para ser utilizado em caso de piora de algum paciente com Covid-19 e que esteja em leito clínico.

LEIA TAMBÉM:
Hospital Santa Cruz decide suspender as cirurgias eletivas
Hospital São Sebastião Mártir suspende visitas

A situação também é crítica no Hospital São Sebastião Mártir, em Venâncio Aires. Os oito leitos de UTI para pacientes com coronavírus também estavam todos ocupados no começo da tarde desta segunda-feira.

Já os demais leitos de UTI para pacientes sem Covid-19 no Vale do Rio Pardo estão com 89,2% de ocupação. Do total de 55 existentes, 47 estavam sendo utilizados no começo da tarde, incluindo os específicos para casos de coronavírus.

Em Boqueirão do Leão, outra situação também preocupa: a falta de oxigênio. Na manhã desta segunda, o prefeito Jocemar Barbon alertou que o Hospital Anuar Elias Aesse vai ficar sem o suprimento para os pacientes internados ao longo do começo da tarde. Ele estima que um novo carregamento vai chegar ao município ainda nesta segunda. “A demanda é exagerada. Estamos muito preocupados”, resumiu.

LEIA MAIS: ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA SOBRE O CORONAVÍRUS