REFLEXÃO E ESPERANÇA 01/04/2021 17h04

Veja mensagens das paróquias de Sobradinho sobre a Páscoa na pandemia

Principal celebração cristã terá de ocorrer, em 2021, com distanciamento social

Pelo segundo ano consecutivo, vivemos uma Páscoa diferente da habitual. Este momento que para muitos representa a reunião da família, necessitou ser internalizado, de encontro e acolhida em cada ser. Em vez de abraços e grandes partilhas à mesa, o convite este ano é para a reflexão, para olharmos de forma ainda mais expressiva para a vida com gratidão.

O momento pelo qual passamos, de mudanças, incertezas, perdas e recomeços, nos mostra que é preciso renovar a esperança de que novos e melhores dias virão e que, assim que possível, poderemos celebrar esta data e, outros tantos momentos especiais, junto de quem amamos.


A fé, carregada de sentidos, amplia a coragem para viver cada dia. Direciona à compreensão de que contratempos fazem parte da jornada e, que necessitamos manter as velas de nossos corações acesas, para encontrarmos um caminho de paz, fraternidade, espiritualidade e compaixão.

LEIA TAMBÉM: Páscoa: artesanatos e decorações que encantam

A Semana Santa para os cristãos celebra, ano após ano, os mistérios da Salvação: a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. Do Domingo de Ramos ao Domingo da Páscoa, fiéis relembram os passos de Cristo, que morto crucificado, foi sepultado e ressuscitou para salvar a todos.

Um dos maiores exemplos do personagem principal desta celebração é, justamente, o amor ao próximo. Amor que também se encontra na solidariedade e no cuidado com o semelhante. Cuidemos de nós e dos outros, com carinho, paciência e consideração.

Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes

Novamente esta Semana Maior, a Semana Santa, será celebrada no contexto da pandemia da Covid-19. O Tríduo Pascal, coração do Ano Litúrgico, na qual celebramos os mistérios centrais da nossa fé cristã. A paixão-morte, a sepultura e a ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo.
A Semana Santa será diferente para todos nós, não podemos negar isso. A experiência de segurar os ramos e proclamar a entrada de Jesus, em Jerusalém, no Domingo de Ramos; a beleza de celebrar e comemorar a Última Ceia de Jesus, quando o lava-pés dos apóstolos e instituiu a Eucaristia, na Quinta-feira Santa; penetrar no vazio e na escuridão da morte de Cristo na Sexta-feira Santa; Vigília Pascal no Sábado Santo; e o júbilo sentido e vivido pela Ressurreição de Jesus, vitória sobre a morte, no Domingo de Páscoa; todas essas são experiências que fazem parte da vivência da nossa Semana Santa todos os anos.
Para viver essa participação nesses dias santos, será de muita utilidade e ajuda, acompanhar as celebrações litúrgicas através dos meios de comunicação, internet, Facebook, rádios, TV. Enfim, são muitos os meios que cada um pode fazer para viver mais profundamente a Semana Santa neste ano, individualmente ou com sua família. Ânimo meus irmãos, porque através da cruz que vivemos, virá a glória da ressurreição. Caminhemos na esperança

Pároco Pe. Gelso Bernardy

Programação da Igreja Matriz Nossa Senhora dos Navegantes

  • Dia 1° de Abril: 20 horas – Quinta-feira da Semana Santa: Celebração da Última Ceia; lava-pés e instituição da Eucaristia
  • Dia 02 de Abril: 15 horas – Sexta-feira Santa: Celebração da Paixão do Senhor
  • Dia 03 de Abril: 18 horas – Sábado: Vigília Pascal do Sábado Santo
  • Dia 04 de Abril: 9 horas e 19 horas – Domingo da Páscoa na Ressurreição do Senhor
    Celebrações serão transmitidas, ao vivo, pelo Facebook da Paróquia. De acordo com Decreto Municipal, podem acompanhar presencialmente, no máximo, 30 pessoas. Inscrições na Secretaria da Paróquia ou pelo telefone 3742-1430.

Paróquia Evangélica de Confissão Luterana

No Evangelho de Lucas 19.40 está escrito: “Jesus respondeu: Eu afirmo a vocês que, se eles se calarem, as pedras gritarão!”
No último dia 28 de março, celebramos o Domingo de Ramos. Data que narra a entrada de Cristo em Jerusalém, onde o povo o aclamava e celebrava a chegada do verdadeiro Messias. Mas, o Domingo de Ramos também marca o início da Semana da Paixão de nosso Senhor, de todo o seu sofrimento. E, assim como na semana da Paixão de Cristo, vivemos um período de muito sofrimento, tristeza, incertezas e apreensão, dado o desastre da pandemia. Sentimo-nos, tal qual os discípulos, após a morte de Cristo na cruz: perdidos e sem esperanças. O mundo todo tem experimentado estas sensações. Em especial o nosso país, com a polarização, a politização da morte e do sofrimento, e a falta de união.
Nós, como Igreja e como cristãos e cristãs, temos o dever de cumprir a tarefa de Cristo, rogando por mais amor, pelo cuidado e pela Diaconia. Inclusive, prezando por estes aspectos, a Paróquia Evangélica de Confissão Luterana em Sobradinho optou por seguir unicamente celebrações online enquanto durar a bandeira preta em nosso Estado. Mas, mesmo assim, é momento de alentar o povo para a esperança com a festa da libertação em Cristo ressuscitado! Esta é a vontade de Deus! Ele quer os sinais do seu Reino aqui e agora, com seus filhos e filhas como protagonistas, pois, se nos calarem ‘as pedras gritarão’. Uma abençoada Páscoa a cada um e cada uma de vocês!”

Teólogo Ismael Richter Dahm

LEIA TAMBÉM: Cerimônia do Lava Pés vai homenagear profissionais da saúde