SOLIDARIEDADE 05/04/2021 13h01 Atualizado às 21h45

Grupos de voluntários adoçam a Páscoa em Santa Cruz do Sul

Ao longo do fim de semana, ações em diversos bairros carentes levaram, além de doces, amor e afeto para as crianças

A ação de quatro grupos de voluntários no domingo, 4, tornou mais alegre e feliz a Páscoa para centenas de crianças em Santa Cruz do Sul. Juntos, o Grupo do Bem, Grupo de Apoio Lótus, Meninas Unidas pelo Bem e Quanto Vale um Sorriso? distribuíram kits com balas e chocolates em diversos locais do município. A movimentação começou ainda no sábado, e passou pelos bairros Bonfim, Navegantes, Belvedere, Margarida, Rauber, Bom Jesus, Progresso, Esmeralda, Santuário e Santa Vitória, além dos loteamentos Beckenkamp, Mãe de Deus e Viver Bem.

Essa é a primeira vez que esses quatro grupos de voluntários realizam uma ação solidária conjunta. Os preparativos começaram em meados de março, com o lançamento de uma campanha de arrecadação de chocolates e doces para a montagem de kits de Páscoa, que seriam distribuídos às crianças carentes do município. A iniciativa foi amplamente divulgada nas redes sociais e nos veículos do Gazeta Grupo de Comunicações, de modo que a quantidade de doações possibilitou a montagem de 2,5 mil kits, muito acima da meta inicial, que era de mil.

LEIA TAMBÉM: “Quanto vale um sorriso” distribui máscaras no Faxinal Menino Deus

Com os dias ensolarados do final de semana as entregas foram um sucesso, especialmente com a presença de uma das voluntárias fantasiada de Coelho da Páscoa, o que chamou a atenção e motivou abraços e sorrisos das crianças. Uma das organizadoras do recebimento no loteamento Mãe de Deus, Gabriela Nicaretta aprovou a ação. “Para nós é maravilhoso. São poucas pessoas que reconhecem o nosso bairro, e aqui existem muitas pessoas carentes. Os grupos estão sempre trazendo alegria para as crianças daqui, desde o Natal, e agora também na Páscoa”, ressaltou.

Mãe da pequena Lívia, de apenas 3 anos, a moradora Aline da Silva também se empolgou com a presença do Coelho, que fez a alegria dos pequenos. “É muito bom para nós, e para as crianças também é maravilhoso. Eles adoram e ficam muito felizes com o Coelho da Páscoa”, revelou. Ela também destacou a importância de iniciativas como essa em um momento difícil como o que vem sendo enfrentado pelo Brasil em função da pandemia.

LEIA TAMBÉM: Grupo do Bem pretende distribuir 500 cestas básicas no Natal; veja como ajudar

A pequena Lívia não escondeu a alegria de chegar pertinho do Coelho da Páscoa | Foto: Rafaelly Machado

Coordenadora comemora o sucesso da mobilização
Conforme a coordenadora do Grupo do Bem, Luciana Tremea, a união dos grupos possibilitou ampliar muito o alcance da iniciativa, desde a arrecadação e montagem dos kits até a distribuição. Ao longo do sábado e na manhã de domingo, as entregas ocorreram de forma separada. Já na tarde de ontem, os quatro grupos estiveram reunidos em uma única frente, que visitou diversos lugares. “A união dos grupos é uma coisa muito bacana. Sozinhos nós vamos rápido, mas juntos vamos mais longe. Acho que isso fez toda a diferença”, afirmou Luciana.

LEIA TAMBÉM: VÍDEO: Sopa do Bem garante até mil refeições a pessoas em situação de vulnerabilidade em Santa Cruz

Ao comentar a respeito da organização e da receptividade nos bairros, Luciana comemorou o sucesso da iniciativa. “Foi lindo, emocionante e gratificante. A presença do Coelho da Páscoa foi o diferencial, com as crianças abraçando e tirando fotos com ele. O pessoal agradeceu muito por termos lembrado de cada um dos bairros. O sorriso e a alegria das crianças, isso não tem preço”, salientou.

A ação começou a tomar forma a partir da sugestão de um integrante de um dos grupos. Ainda que a ideia tenha sido prontamente abraçada por todos, nenhum deles imaginava que se tornaria um evento solidário tão grandioso. Luciana agradeceu, ainda, o apoio da população santa-cruzense. “Com essa pandemia, sem poder sair, sem poder viajar, as pessoas estão olhando mais para o próximo, como uma forma de levar carinho ou conforto.” Segundo ela, a maioria das famílias beneficiadas está em situação de desemprego e necessidade.

LEIA MAIS: ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA SOBRE O CORONAVÍRUS