Vamos ajudar? 06/04/2021 12h31

ONG Cavalo de Lata vende camisetas para manter ações; confira os modelos

O valor obtido com a venda das peças permite a manutenção das atividades da entidade, que teve as doações diminuídas em função da pandemia

A ONG santa-cruzense Cavalo de Lata lançou uma nova coleção de camisetas, estampadas com fotografias dos animais resgatados. O valor obtido com a venda das peças permite a manutenção das atividades da entidade, que teve as doações diminuídas em função da pandemia e atende, além dos animais resgatados, famílias em situação de vulnerabilidade.

As peças possuem corte exclusivo e diferenciado. O modelo feminino tem gola mais aberta e mangas mais curtas, e também há a versão masculina. As camisetas são confeccionadas em material 100% algodão ou uma mistura de poliéster e viscose. “Algumas são mais coloridas, outras mais discretas, mas todas com o mesmo objetivo de ajudar os animais e famílias atendidas pela Cavalo de Lata”, explica a diretora da ONG, Ana Paula Knak.

LEIA MAIS: Ação da Cavalo de Lata quer as suas tampinhas

O diferencial do lançamento foi o uso, nas estampas, das fotos dos cavalos que foram resgatados pelos voluntários. As imagens são de profissionais parceiros da ONG – os fotógrafos Juliana Stramar, Bruno Pedry e Matheus Gonçalves, da DoisM. Os produtos podem ser adquiridos pelo Facebook da Cavalo de Lata e custam entre R$ 45,00 e R$ 63,00. “Temos também um pequeno bazar com roupas novas e usadas, doadas por amigos e lojas parceiras da causa. O item de interesse pode ser pago diretamente na conta da ONG, por transferência normal ou por Pix”, conta Ana. Um dos pontos de retirada é na Loja Don Juan, no Centro.

Pandemia derrubou as doações
Com a pandemia e o cancelamento de eventos, a Cavalo de Lata enfrenta dificuldades para obter recursos. “A bandeira preta nos deixa numa situação bem difícil, assim como para toda a comunidade. Nós, que vivemos de doações, sentimos uma redução bastante grande nesse sentido. É muito compreensível, muitos perderam empregos, tiveram pessoas da família doentes, as empresas ficaram fechadas, não venderam”, comenta o diretor executivo da ONG, Jason Duani Vargas.

Para o verão estavam programados piqueniques e a visita de turmas para dar banhos nos cavalos, mas não foi possível realizar a ação. Os eventos beneficentes, como o bingo e os almoços, e até os resgates estão suspensos.

LEIA MAIS: Pandemia e estiagem prejudicam ações da ONG Cavalo de Lata

Os animais atendidos precisam de ração, feno e medicamentos, e a entidade necessita de mão de obra voluntária para reparos de cerca, abertura de pastagens, levantar telhados caídos, espalhar brita e areia nas baias e todo tipo de serviços de rotina. “Estamos também em busca de uma camioneta e um reboque para a ONG, pois sempre dependemos da boa vontade de amigos e parceiros da causa para resgates e transportes”, diz Jason.

Como ajudar
Doando qualquer valor diretamente na conta da ONG: Cooperativa Sicredi, agência 0156, conta 17105-9, CNPJ 28132831/0001-36.

Pelo Sistema PagSeguro com o cartão de crédito, com doações mensais a partir de R$ 5,00.

Cadastrando a Associação Cavalo de Lata no Nota Fiscal Gaúcha.

Doando na vakinha online pelo link http://vaka.me/1687896.

Participando do Tampinha na Lata: recolha tampinhas, latas e lacres e entregue nos pontos de coleta.

Realizando a doação em produtos ou em crédito nas agropecuárias de sua preferência.

Contribuindo com o Troco na Lata: deixe suas moedas nas lojas credenciadas que já têm a lata da campanha.

LEIA MAIS: Cavalo de Lata adere ao programa Nota Fiscal Gaúcha