Filhos de Sião 08/04/2021 09h55

Mercado Solidário estará em novo endereço

O local que oferece doações de alimentos e produtos de limpeza e higiene a famílias de baixa renda, passará a atender na Rua Fernando Abott, 962, ao lado da Câmara de Vereadores

A Igreja Ministério Sião, em Santa Cruz do Sul, que é mantenedora do projeto Filhos de Sião, se mudou. Portanto, a loja e o mercado estarão em novo endereço. O Mercado Solidário, que oferece doações de alimentos e produtos de limpeza e higiene a famílias de baixa renda, passará a atender na Rua Fernando Abott, 962, ao lado da Câmara de Vereadores.

Segundo o coordenador do projeto, Luander Oliveira, a inauguração no novo espaço será no sábado, dia 17 de abril. “O mercado quer devolver dignidade e dar o poder de escolha para as pessoas, incentivando o consumo consciente”, destaca. O projeto concede um valor fictício, chamado Solidário, de acordo com o número de membros da família. Cada pessoa recebe entre 15 e 40 Solidários e os preços dos produtos variam entre um e três Solidários, garantindo em média 20 itens por família.

A iniciativa, que foi lançada em outubro do ano passado, já chegou a arrecadar uma tonelada de alimentos em um mês. Em março, as atividades estiveram suspensas por causa da bandeira preta e da mudança de endereço, mas a expectativa agora é que neste mês sejam doados 1,5 mil quilos de alimentos.

LEIA MAIS: Igreja cria mercado solidário com moeda própria para quem precisa

Com a mudança de endereço e melhor infraestrutura, espera-se que até o meio do ano seja possível dobrar a capacidade de atendimento, que atualmente é de 200 pessoas ao mês. “Para isso precisamos de ajuda de empresas e da comunidade, para atender ainda mais pessoas”, conta Luander. O grupo também recebeu a doação de um projeto desenvolvido pela Equinox Equipamentos para o novo local.

No mesmo espaço funciona ainda a Loja Solidária, que conta com roupas, calçados e acessórios. São disponibilizadas peças conforme o número de membros da família, cada pessoa recebe quatro itens. As roupas passam por triagem, são higienizadas e estão todas em perfeito estado de uso. Um dos objetivos do projeto é implantar também a Papelaria Solidária.

LEIA TAMBÉM: Bola de Neve Church: a curiosa igreja que quer virar uma avalanche da fé

Quem pode receber as doações
Para utilizar tanto o mercado quanto a loja solidária, é necessário fazer o cadastramento, conforme a agenda de cadastros definidos pelo projeto que pode ser acompanhada nas redes sociais @filhosdesiaoscs . A inscrição pode ser feita por meio do WhatsApp no número (51) 9 9691-4993. Além do Cadastro Único, o usuário precisa fornecer dados pessoais, como formas de contato e endereço. Uma das inovações previstas para o segundo semestre é a instalação de um sistema de compra digital, com cartão, que está em desenvolvimento.

As doações são feitas todo segundo sábado do mês, mas em abril, excepcionalmente por causa da mudança, ocorrerão no terceiro sábado. A inauguração no dia 17 seguirá todos os protocolos sanitários e contará com horário de atendimento estendido, das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas.

LEIA TAMBÉM: Missas e cultos podem ter até 25% da lotação máxima

Como ajudar
Pessoas físicas e empresas interessadas em oferecer alimentos para distribuição no Mercado Solidário podem agendar a doação. O contato é com o coordenador do projeto Filhos de Sião, Luander de Oliveira, pelo telefone 99606 0477. Contato também pode ser feito pelo Instagram @filhosdesiaoscs, onde são divulgadas as informações sobre abertura de cadastros, agendamentos e horários de atendimento.

“O número de pessoas beneficiadas aumentou muito, os pedidos de cadastros aumentaram 73% em março, mas não conseguimos atender a toda essa demanda. Estamos fazendo o possível para ajudar o maior número de pessoas”, explica. As contribuições podem ser feitas com doações de itens ou também em dinheiro, pelo Pix CNPF:34.362.796/0001-44, com a descrição para o projeto Filhos de Sião.

LEIA TAMBÉM: Grupos de voluntários adoçam a Páscoa em Santa Cruz do Sul