Marcos Rivelino 01/11/2018 00h02 Atualizado às 09h39

Decepção em casa

A eliminação do Grêmio na Libertadores foi decepcionante para a torcida, que viu suas esperanças por mais uma final de Libertadores aumentarem após a grande vitória na Argentina

A eliminação do Grêmio na Libertadores foi decepcionante para a torcida, que viu suas esperanças por mais uma final de Libertadores aumentarem após a grande vitória na Argentina. Nem a força da Arena lotada foi capaz de intimidar o poderoso River Plate, que mereceu a classificação pelo futebol apresentado.

Grande confronto

Se, na Argentina, o Grêmio amarrou o River Plate, é preciso reconhecer que, em Porto Alegre, o jogo foi do time argentino, que mostrou personalidade e qualidade para se impor de tal forma que o adversário sequer tinha uma pequena troca de passes, por conta de uma marcação muito baixa e sem alternativas para contra-ataques. Mesmo assim, o Grêmio achou um gol e conseguiu equilibrar o jogo na segunda etapa, deixando de matar com o Cebolinha. Os argentinos jamais desistiram e, também na bola parada, conseguiram o empate. A vitória veio numa falha de Bressan ao disputar uma bola de maneira estabanada, o que ocasionou o pênalti marcado por meio do árbitro de vídeo. O Grêmio está correto ao buscar seus direitos na Conmebol, em razão da desobediência do técnico Marcelo Gallardo ao descumprir sua suspensão. Se vai conseguir é outra história, uma vez que a própria Conmebol não inspira confiança e imparcialidade. Prefiro que aos infratores caiba punição exemplar. Em campo, sem Luan e com Everton só por 25 minutos, o Grêmio jogou menos que o River.

Vaga encaminhada

Voltar de São Borja com uma vitória deixa o Avenida muito próximo da próxima fase da Copinha. Domingo, nos Eucaliptos, o Periquito terá melhores condições técnicas para confirmar a vantagem conquistada ontem.