MARCOS RIVELINO 25/09/2020 20h45

Grêmio é melhor

Tricolor confirmou sua superioridade, mesmo em um jogo pobre tecnicamente, com os dois times entrando para não perder

No campeonato à parte da rivalidade Gre-Nal, o Tricolor, em mais uma vitória em clássico, confirmou sua superioridade, mesmo em um jogo pobre tecnicamente, com os dois times entrando para não perder, como primeira opção. A individualidade decidiu a favor da equipe de Renato Portaluppi, com Pepê marcando o gol que, além dos três pontos na Libertadores, traz tranquilidade ao ambiente gremista.

Escolhas de Coudet

Reconheço que as ausências de Edenilson, Patrick, Guerrero e os dois laterais esquerdos diminuem o potencial do time colorado. Mas deixar Moledo no banco, iniciando o clássico com Musto, Lindoso e Marcos Guilherme, é flertar com a derrota, com certeza.

O time fica lento, pesado, sem dinâmica e intensidade, características fundamentais no futebol de hoje, que muitas vezes deixam no banco de reservas jogadores como D’Alessandro – que, mesmo veterano, é uma gota de qualidade nessa imensidão de jogadores medianos que existem por aí, inclusive na dupla Gre-Nal. Maicon é o exemplo tricolor. Tá na hora de o técnico argentino repensar suas ideias ou vai morrer abraçado com elas.

Liderança

A dupla Gre-Nal, faltando duas rodadas, lidera o seu grupo na Libertadores da América. A chance de classificação é grande ainda, mas sem espaços para tropeços daqui por diante. E o futebol jogado no clássico do Beira-Rio não irá bastar para evitar tais tropeços. É preciso melhorar e evoluir. Neste sábado, 26, o Grêmio enfrenta o líder Atlético-MG em Belo Horizonte e o Inter recebe o São Paulo, adversários bem complicados no Campeonato Brasileiro. São dois confrontos de luxo.

LEIA OUTRAS COLUNAS DE MARCOS RIVELINO