MARCOS RIVELINO 11/11/2020 13h44 Atualizado às 14h01

Partiu Europa!

A forma como deixou o clube não me pareceu correta, contrariando o acordado com o Inter para deixar o Racing

Sem dar muitas explicações ou motivos, o técnico Eduardo Coudet rompeu unilateralmente seu contrato com o Internacional, para ser feliz no Celta de Vigo, na Espanha. A forma como deixou o clube não me pareceu correta, contrariando o acordado com o Inter para deixar o Racing, onde pediu para ficar até o final da temporada.

Bom trabalho
Com aproveitamento de quase 62%, o extécnico colorado deixou o Internacional na liderança do Brasileirão, nas quartas de final da Copa do Brasil e nas oitavas da Libertadores. Esses são resultados positivos. A eliminação no Gauchão e os confrontos sem vitória com o Grêmio incomodaram todos no Beira-Rio. Algumas escolhas do técnico jamais foram acertadas. Pontos negativos. O resultado do trabalho pode ser considerado bom, mas incompleto.

Vida que segue
No Flamengo, após duas goleadas sofridas, o casamento com o espanhol Domènec Torrent foi desfeito. Não concordo com esse tipo de gestão, quando se rompe um trabalho ainda no início, sem tempo hábil de adaptação para o técnico estrangeiro. Agora a convicção mudou e a escolha é o promissor Rogério Ceni. Adeus, Fortaleza, e vida que segue? Trabalho interrompido para um voo maior. Faz parte do jogo também.

Copa do Brasil
Inter x América-MG, Cuiabá x Grêmio, Flamengo x São Paulo e Palmeiras x Ceará são os confrontos de hoje. Teoricamente, a dupla GreNal levou vantagem no sorteio e não vejo grande favoritismo nos outros duelos. Flamengo e Inter com Ceni e Abel Braga nas casamatas. Não é hora para tropeços.

LEIA OUTRAS COLUNAS DE MARCOS RIVELINO