Música 04/01/2019 18h37 Atualizado às 18h54

Fundador do grupo O Rappa, Marcelo Yuka está internado em estado grave

Em agosto do ano passado, o músico teve um AVC e sofre complicações desde então

Um dos fundadores do grupo O Rappa, Marcelo Yuka está internado em estado grave no CTI do Hospital Quinta D'Or, no Rio de Janeiro. Nesta sexta-feira, 4, Marcelo Lobatto, músico e amigo pessoal de Yuka, chegou a divulgar em uma rede social que o músico havia morrido.

Em agosto do ano passado, Yuka, 53 anos, sofreu um AVC e luta diante do quadro clínico complicado. O artista fundou O Rappa em 1993 com o vocalista Falcão e o guitarrista Xandão. O carioca, nascido no Rio de Janeiro, se tornou um símbolo da luta a favor do desarmamento após ter sido baleado em um assalto e ter ficado paraplégico, cerca de dezessete anos atrás.

Em junho do ano passado, o músico esteve no programa Conversa com Bial e falou sobre a paixão pela pintura que o estava ajudado a lidar com as dores. "Muito focado no trabalho. Depois dos tiros, eu meio que fugi para isso, por isso que é tanta produção. Em um ano, eu pintei 300 quadros", disse. "Mesmo quando não tinha visibilidade, eu estava produzindo", completou.

 

Autor de hits

Yuka é criador de hits como "Pescador de ilusões", "O que sobrou do céu" e "Minha alma (A paz que eu não quero)". Dois anos após ser baleado, em 2002, ele oficializou sua saída da banda e criou outra, a F.UR.T.O.

Em 2017, lançou o primeiro albúm solo, "Canções para depois do ódio", no qual manteve os discurso sempre politizado. O posicionamento político o levou a se filiar ao PSOL, em 2010, e a ser convidado pelo hoje deputado federal Marcelo Freixo para ser candidato a vice-prefeito nas eleições de 2012 no Rio.