Cineclube 22/04/2019 22h19 Atualizado às 11h25

Amigos do Cinema exibe 'As Horas' nesta terça-feira

Filme de Michael Cunningham tem a escritora Virginia Woolf como uma das principais personagens

Quem já teve contato com a prosa – abstrata e porosa – da inglesa Virginia Woolf pôde antever as dificuldades que seus livros propõem para adaptações ao cinema. No texto, as imagens estão implícitas nas palavras, mas devem ganhar, digamos assim, materialidade visual ao passar para a tela. Essa transposição, como a das águas dos rios, não se dá sem alguns problemas. Se nem sempre a operação é simples, o desafio deve valer a pena pois vários dos seus livros foram parar no cinema, como Mrs. Dalloway, Rumo ao Farol e, claro, o mais bem-sucedido de todos, Orlando, que na versão brasileira ganhou o subtítulo óbvio de Mulher Imortal.

Virginia Woolf também foi nome bastante comentado pelos cinéfilos como personagem de As Horas, de Michael Cunningham. Esse é o filme que a Associação dos Amigos do Cinema de Santa Cruz do Sul exibe hoje, a partir das 20 horas, na sede do Sindicato dos Bancários (Sindibancários, na Rua Sete de Setembro, 489), com entrada franca. Cunningham escreveu um livro delicado e o mesmo se pode dizer da versão para o cinema de Stephen Daldry (também diretor de Billy Eliott e O Leitor), realizada em 2002. Em certo sentido, As Horas é uma minibiografia de Virginia, mostrando-a na tensão mental de escrever o romance Mrs. Dalloway e todo o peso em que a vida se transforma para ela – culminando no suicídio, em 1941.

Mas o filme é também a história de como um livro, Mrs. Dalloway, que em princípio se chamaria As Horas, pode afetar a vida de três personagens femininos. Em primeiro lugar, o da própria autora, Virginia Woolf. Depois, saltando no tempo, as de Laura Brown (Julianne Moore) e Clarissa Vaughan (Meryl Streep), que têm de lidar com o suicídio em algum momento de suas vidas. O filme deu o Oscar de melhor atriz a Nicole Kidman por sua interpretação da frágil e atormentada Virginia.

O filme narra a história de três mulheres de gerações diferentes cujas vidas acabam sendo entrelaçadas pelo romance Mrs. Dalloway: Clarissa Vaughn (Streep), uma editora nova-iorquina que prepara uma festa de comemoração pelo prêmio literário recebido por seu amigo de longa data, Richard (Ed Harris), que sofre de aids, em 2001; Laura Brown (Moore), uma dona de casa grávida que tenta sustentar um casamento infeliz em Los Angeles, em 1950; e a própria Virginia Woolf (Kidman), que vive no interior da Inglaterra com seu marido, em 1923, e tenta escrever seu livro enquanto sofre de depressão e é atormentada por ideias suicidas.

Bibliografia

Obras da escritora Virginia Woolf (e edições mais recentes disponíveis em português):

  • A Viagem (1915), Novo Século, 2008
  • Noite e Dia (1919), Novo Século, 2008
  • O Quarto de Jacob (1922), Novo Século, 2008
  • Mrs. Dalloway (1925), Nova Fronteira, 2006
  • O Leitor Comum (1925), Graphia, 2007
  • Rumo ao Farol (1927)
  • Orlando – Uma Biografia (1928)
  • Um Teto Todo  Seu (1929)
  • As Ondas (1931)
  • O Leitor Comum (1932), Graphia, 2007
  • Flush (1933), L&PM, 2002
  • Os Anos (1937)
  • Roger Fry (1940)
  • Entre os Atos (1941), Novo Século, 2008
  • Contos Completos (1917-1941), Cosac Naify, 2005
  • A Casa de Carlyle e Outros Esboços, Nova Fronteira, 2004
  • Cenas Londrinas, José Olympio, 2006