Escola Bom Jesus 11/06/2019 00h30 Atualizado às 06h57

Festa Literária de Santa Cruz do Sul começa nesta terça

O evento é uma espécie de “esquenta” para a Feira do Livro

E começou hoje, às 10 horas, na Escola Bom Jesus, mais uma edição – a quarta – da Festa Literária de Santa Cruz do Sul, a Fliscs, evento promovido pelo Serviço Social do Comércio (Sesc), que serve como uma espécie de “esquenta” para a Feira do Livro, que este ano acontece de 4 a 10 de setembro, na Praça Getúlio Vargas. Também serão visitadas até esta quinta-feira a Normélio Boettcher, Luiz Dourado, Alfredo Kliemann, Ernesto Alves, Educar-se e São Canísio.

A novidade este ano é que não só autores locais estarão presentes, mas também dois de Porto Alegre, o Marcelo Spalding e a Rosane Castro, e um de Venâncio Aires, o Gean Paulo Naue. Santa Cruz está representada por Marli Silveira, Demétrio de Azeredo Soster, Léla Mayer e Edison Botelho. Este último, o escritor homenageado da Feira do Livro. A mediação dos encontros será feita pelo jornalista Mauro Ulrich, editor de Variedades da Gazeta do Sul. Confira um pouco de cada um.
 

Quem é quem? 

Foto: Divulgação

 

Edison Botelho é professor de Direito Constitucional e Internacional da Unisc. Membro-fundador e presidente da Associação Santa-cruzense de Escritores (ASCE) e membro-fundador da Academia de Letras de Santa Cruz do Sul. Como escritor, traçou uma carreira independente com os livros de poesia A vida na ponta do dedo (2016), Em canto (2016), Sintoma e terapia (2017), Tem que ser nuvem (2017) e Um quarto de lua (2018). Também escreveu o romance Barbel. Integra o coletivo Poesia! Santa Cruz do Sul, onde é um dos organizadores do livro de poesia Invasão Poética, lançado em 2016.

Foto: Divulgação

 

Demétrio Soster: é professor do Programa de Pós-graduação em Letras – Mestrado e Doutorado e do Curso de Comunicação Social da Unisc. É membro-fundador da Academia de Letras de Santa Cruz do Sul e da Associação Santa-cruzense de Escritores. Organizou, com outro autores, 13 livros voltados para a área de jornalismo e comunicação. É autor, em literatura, de Tempo horizontal (2013), Livro de razão (2014), Quase coisa (2015), Pérolas de Pedro (2015), Livro das sombras, jazz & outros poemas (2016), Operação Banda Oriental (2017), Pérolas de Pedro 2 (2017), Operação Valparaíso (2018) e Honkyoku (2019).

Foto: Divulgação

 

Gean Naue: formou-se bacharel em Comunicação Social pela Unisc, com habilitação em Publicidade e Propaganda. Em 2018 passou a divulgar seus textos na internet, criando o desafio literário que chamou de 50 crônicas em 50 dias. Nesse período buscou aprimorar sua escrita participando da Oficina de Criação Literária ministrada por Marcelo Spalding. Também fez o curso Escritor Profissional, ministrado pelo coletivo Carreira Literária. Em 2019 desafiou-se a escrever um conto por mês, durante um ano, no projeto Eu conto. Participou da coletânea de contos E se?, lançada este ano pela Editora Metamorfose, de Porto Alegre.

Foto: Divulgação

 

Léla Mayer: é mestre em Educação e em Desenvolvimento Regional, graduada em Pedagogia e Fisiotepia. É mediadora de leitura e narradora oral com anos de experiência, narrando histórias para públicos de todas as idades, em eventos culturais e literários. Participa de eventos como a Feira do Livro de Porto Alegre (QG dos Pitocos, Tenda de Pasárgada e Caravana de Histórias), o Festival de Contadores de Histórias da Casa de Cultura Mario Quintana, feiras do livro e semanas culturais de várias cidades do interior do Estado, seminários de contadores de histórias, piqueniques literários, etc.

Foto: Divulgação

 

Marcelo Spalding: é doutor em Literatura Comparada pela Ufrgs. Como professor, dirige a Metamorfose Cursos, que mantém a Oficina de Criação Literária Online e o Curso Livre de Formação de Escritores. Foi professor de Língua Portuguesa, Escrita Criativa, Jornalismo Cultural e Mídias Digitais na UniRitter. Dirige a Editora Metamorfose, que já lançou mais de 80 livros. É autor das obras Escrita criativa para iniciantes, As cinco pontas de uma estrela, Vencer em Ilhas Tortas, Crianças do asfalto, A cor do outro, Minicontos, Mitos virtuais e Liga da literatura. Recebeu três Prêmios AGES e um Açorianos de Literatura.

Foto: Divulgação

 

Marli Silveira: é mestre em Filosofia e doutoranda em Educação. Poeta e escritora, com vários livros publicados. Pela Edunisc lançou seis trabalhos: O pêndulo da angústia, Dupla poesia, Transversos, Poéticos, Desassossegados e Entre peles e poesias. Também é autora, entre outros, de Página virada, Insólita solidez, Angústia & reticências, Pedaços e O dia da rua. Também coordena o projeto e a revista À Flor da Pele, que são desenvolvidos com as detentas do Presídio Regional de Santa Cruz do Sul. Integra a Casa do Poeta Rio-Grandense  (Capori), o Instituto Cultural Português, a Associação Santa-cruzense de Escritores e a Academia de Letras.

Foto: Divulgação

 

Rosane Castro: é graduada em Letras – Língua Portuguesa e Literatura, pela Ulbra. Atua em projetos culturais, sociais e pedagógicos em instituições públicas, privadas e organizações não governamentais. Coordenou por quatro anos o espaço QG dos Pitocos, na Feira do Livro de POA. Foi idealizadora e coordenadora do Seminário de Contadores de Histórias Ao Pé do Ouvido, em Cachoeirinha (RS), de 2009 a 2012. Atua em Projetos de incentivo à leitura em vários estados brasileiros. Coordena o projeto Biblioteca Itinerante Griô. Com oito livros publicados, realiza oficinas de narração de histórias para incentivar a leitura.


MAIS LIDAS