DICA DE LEITURA 01/05/2020 20h22

Ler faz muito bem: o rei da geração beat

Sugestão desta sexta-feira é uma biografia de Jack Kerouac

Em tempos de quarentena, a Gazeta do Sul indica um livro por dia, propondo uma leitura instrutiva e aprazível, para viajar pelo mundo sem sair de casa.

Dica de hoje:

JACK KEROUAC: KING OF THE BEATS, de Barry Miles. Tradução de Roberto Muggiati. Rio de Janeiro: Jose Olympio, 2012. 420 p. R$ 74,90.

O britânico Barry Miles, 77 anos, é um profundo conhecedor do universo e dos personagens relevantes da cultura pop da segunda metade do século 20. Pesquisou sobre Paul McCartney, The Beatles, Burroughs, Zappa, Bukowski e Allen Ginsberg, enveredando pelo mundo beat. Nesta biografia, ele se ocupa de um dos ícones desse período: Jack Kerouac, interlocutor e referência incondicional de toda a geração. Com o seu livro Pé na estrada (On the road), Kerouac, falecido em outubro de 1969, aos 47 anos, ditou novos rumos não só nos comportamentos, mas na própria literatura.

LEIA MAIS: Ler faz muito bem: a inspiração desaparece, um mistério aparece