Dica de leitura 20/05/2020 19h54

Ler faz muito bem: um livro de uma das contistas mais importantes da atualidade

Alice Munro, ganhadora do Prêmio Nobel de Literatura de 2013, fez da obra "Vida Querida" uma narrativa elegante, sóbria e segura

Em tempos de quarentena, a Gazeta do Sul indica um livro por dia, propondo uma leitura instrutiva e aprazível, para viajar pelo mundo sem sair de casa.

Dica de hoje:

VIDA QUERIDA, de Alice Munro. Tradução de Caetano Waldrigues Galindo. São Paulo: Companhia das Letras, 2013. 320 p. R$ 47,90

LEIA MAIS: Ler faz muito bem: “O papel fundamental do riso na cultura”

Aos 88 anos, ganhadora do Prêmio Nobel de Literatura de 2013, a canadense Alice Munro é considerada uma das mais importantes contistas da atualidade. Ao contrário de outros ficcionistas celebrados mundo afora, que transitam por diversos gêneros de texto, Alice é exclusivamente contista.

LEIA MAIS: Ler faz muito bem: um romance sobre quatro rodas

Elegante, sóbria e segura como raros escritores quanto à condução da narrativa, tem neste Vida querida, originalmente de 2012, um belo recorte do que o leitor pode encontrar em sua obra. É o mais recente de seus 14 livros, aos quais ainda se agregam algumas compilações. Tudo o que Alice escreve é leitura da mais alta qualidade.

LEIA MAIS: Ler faz muito bem: uma história de independência do mundo exterior