Dica de leitura 21/05/2020 20h03

Ler faz muito bem: "A lua e as fogueiras"

Publicada em 1958, obra é um clássico da literatura italiana

Em tempos de quarentena, a Gazeta do Sul indica um livro por dia, propondo uma leitura instrutiva e aprazível, para viajar pelo mundo sem sair de casa.

Dica de hoje:


A LUA E AS FOGUEIRAS, de Cesare Pavese. Tradução de Liliana Laganá. São Paulo: Berlendis & Vertecchia, 2002.184 p. R$ 34,90.

LEIA MAIS: Ler faz muito bem: ‘Como água para chocolate’

O italiano Cesare Pavese (1908-1950) é um dos principais escritores do século 20, ainda que tenha tido vida curta. A lua e as fogueiras é um clássico da literatura italiana. Publicado em 1958, foi a estreia do autor, que também foi poeta e jornalista, residindo em Turim. Nesta cidade, suicidou-se, aos 41 anos, deixando obra vigorosa e única.

LEIA MAIS: Ler faz muito bem: o rei da geração beat

No imediato pós-Segunda Guerra, retratou com a atmosfera do neorrealismo e em estilo único de elaboração dos diálogos e de descrição da paisagem, uma Itália que estava tentando se reencontrar. Os personagens transitam em ambientes rurais, e tentam resolver suas angústias. Um livro para manter na cabeceira.

LEIA MAIS: Ler faz muito bem: uma história de independência do mundo exterior