Dica de leitura 25/06/2020 21h25 Atualizado às 23h19

Ler faz muito bem: para conhecer a origem de uma iguaria germânica

Currywurst é largamente consumida em ruas e parques na Alemanha

Em tempos de quarentena, a Gazeta do Sul indica um livro por dia, propondo uma leitura instrutiva e aprazível, para viajar pelo mundo sem sair de casa.

Dica de hoje:

A DESCOBERTA DA CURRYWURST, de Uwe Timm. Tradução de Augusto Paim. São Paulo: Dublinense, 2015. 191 p. R$ 30,00.

LEIA MAIS: Ler faz muito bem: o universo dos clubes de leitura

A currywurst é o equivalente, para os alemães, a um cachorro-quente na alimentação rápida dos brasileiros, sendo largamente consumida em ruas e parques. E é em busca das origens dessa iguaria que o narrador do romance de Timm se movimenta.

LEIA MAIS: Ler faz muito bem: o destino para além da Terra

Aos 80 anos, nascido em Hamburgo, é nome referencial na literatura alemã. Em 2015, o autor esteve na Feira do Livro de Porto Alegre, quando concedeu entrevista à Gazeta do Sul. Nesta obra, recupera uma vivência familiar, relacionada a sua infância durante a Segunda Guerra Mundial, e que, a partir da adolescência, com o pós-guerra, Uwe passou a olhar de forma crítica e a desconstruir.

LEIA MAIS:
Ler faz muito bem: a linguagem do povo moçambicano
Ler faz muito bem: a ousadia do fundador da Ford Motor Company