ESPAÇO NOSTALGIA 16/09/2020 21h59

FOTOS: morador de Santa Cruz coleciona miniaturas de garrafas

Há quem aprecie os líquidos, mas seu René da Rosa opta pelos pequenos recipientes, de todos os tipos e de diversas origens

Olá! Nesta edição fomos conhecer mais uma coleção incrível. Realmente impressionante. Afinal, há quem aprecie uma boa bebida destilada, uma cachaça, ou aguardente, ou ainda um uísque, um rum, um conhaque, uma vodca, e por aí segue a longa lista. Mas seu René da Rosa foi mais longe. Quando ele se deu conta, entre uma viagem e outra, entre um presente recebido e outro, estava colecionando… miniaturas de garrafas! Hoje, reúne nada menos do que mais de 700 exemplares, do mundo todo!

E, em sintonia com esse passeio que seu René proporciona pelo planeta todo com base nas origens de suas garrafinhas, lembramos de outros elementos e objetos que constituem uma volta ao passado. Afinal, alguém aí não lembraria com carinho da família Playmobil? E outros não recordam com… nostalgia e um sorriso da inusitada bomba de flit e do cheiro de espiral de Boa Noite?

Para completar, relembramos a promoção Pepsi Trapalhões Ritmos, na qual, nos mágicos anos 80, as tampinhas do refri traziam o inesquecível quarteto (Didi, Dedé, Mus-sum e Zacarias) em situações de ritmos variados, do rock ao clássico, e com direito a um pôster autografado. Viaje no tempo conosco!

LEIA MAIS: FOTOS: rio-pardense coleciona carteiras de cigarros desde 1961

Colecionismo

O nosso colecionador de hoje foi uma indicação do seu Elenor José Schneider, que nos escreveu contando que seu vizinho, seu René da Rosa, tinha uma bela coleção de miniaturas de garrafas, desde aguardente até os destilados. Contato feito, lá fomos nós conhecer o seu René, marido da dona Marlene, e pai da Fabiane, do Fábio e do Felipe.


Funcionário do Excelsior Alimentos, hoje atuando no sindicato, nos conta que sua coleção teve início em 2002, e foi por acaso, em uma de tantas viagens que já fez com a esposa. No retorno, trouxe algumas amostras de aguardente de 50 ml. Aí foram surgindo novas viagens, novas garrafinhas e sua coleção começou a tomar forma. Depois começaram os presentes: quando os amigos viajam, sempre trazem umas garrafinhas de presente.

E foi dessa forma, um presente, que destacamos uma garrafinha da China, presenteada pelo seu filho Fábio. Entre outras miniaturas, não pude deixar passar em branco aquela que parecia uma lâmpada, ou a outra, que parecia um parafuso. Bem, são tantas, com formatos diferentes, que poderíamos citar várias, pela sua forma curiosa ou por sua fabricação. Tem da Alemanha, Itália, Grécia, Rússia etc.

Hoje o acervo conta com 714 garrafas, todas lacradas, todas diferentes. Aí perguntei ao seu René: e quando você ganha uma dupla ou compra uma repetida, o que acontece? Aí a gente prova, me disse ele!

LEIA TAMBÉM: FOTOS: santa-cruzense coleciona placas e relíquias no quiosque de casa

Bomba de flit e espiral

Lembro-me como se fosse hoje: estávamos todos deitados no mesmo quarto, quando meu avô Schmidt abriu a porta e… flit, flit, flit. Não eram só os mosquitos que tomavam banho do inseticida. Se fazia mal para nós, não sei, mas que não sobrava nenhum mosquito, não sobrava. Já lá em casa, quem entrava em cena era o espiral de Boa Noite. Com certeza, vocês lembraram do garfo entortado para segurar o espiral, pois o suporte fornecido pelo fabricante muitas vezes não suportava o equilíbrio dele.

A bomba de flit e o espiral de Boa Noite eram as armas contra mosquitos

LEIA TAMBÉM: FOTOS E VÍDEO: eletricista coleciona facas desde 1998

Família Playmobil

Mauricio Fernando Assmann, hoje com 49 anos, casado, vendedor, nos conta que foi no Natal de 1980 e, depois, no Natal de 1981 que sua madrinha o presenteou com os Playmobil. Aos seus 10 anos, já tinha uma família de Playmobil; eram bombeiros, produtor de cinema e até uma empresa de aviação. Para Mauricio, os brinquedos marcaram tanto sua infância que até hoje ele guarda os Playmobil com as respectivas caixas.

LEIA TAMBÉM: Santa-cruzense apresenta acervo que reúne camisas de clubes de futebol

Pepsi Trapalhões Ritmos

Foi a Pepsi a grande parceira de Os Trapalhões, o quarteto mais divertido dos anos 80. Didi, Dedé, Mussum e Zacarias. Na promoção da Pepsi, você podia colecionar as tampinhas com os humoristas representados em quatro ritmos diferentes: Rock, Clássico, Nordestino e a Banda Marcial. Além de você colecionar as tampinhas, poderia conquistar a tampinha premiada, que dava direito ao pôster autografado com os ritmos da promoção.

LEIA TAMBÉM: FOTOS E VÍDEOS: colecionador de Lajeado guarda latas dos mais variados itens