Casa das Artes Regina Simonis 15/11/2020 15h10 Atualizado às 15h26

Marcelo Hübner lança exposição de telas Flores Concretas

Obras do artista plástico estarão expostas até o dia 2 de dezembro

A pandemia motivou o fechamento das portas da Casa das Artes Regina Simonis, o principal e mais central endereço voltado ao universo artístico em Santa Cruz do Sul, ao longo de quase todo o ano. Quase. Porque agora a Casa das Artes está de novo com suas portas abertas. E abertas para uma atração em grandíssimo estilo. Por iniciativa da Associação Pró-Cultura de Santa Cruz do Sul, mantenedora do local, e da Bublitz Galeria de Arte, de Porto Alegre, do marchand Nicholas Bublitz, que inclusive tem laços familiares com a comunidade, já está instalada no amplo salão do térreo a exposição Flores Concretas, do artista plástico porto-alegrense Marcelo Hübner.

Aos 51 anos, Hübner pela primeira vez expõe suas obras na cidade e na região. Dá seguimento, assim, a um movimento de maior aproximação com o interior gaúcho, isso depois de, ao longo de duas décadas, ter realizado individuais em grandes centros brasileiros e até no exterior, em Miami, nos Estados Unidos. Essa projeção de seu trabalho, frisa, ocorreu em parcerias com galerias de fora do Estado. Por aqui, a partir de Porto Alegre, sua arte ganha difusão justamente pela atuação de Nicholas Bublitz, que foi quem agora mediou a mostra em Santa Cruz junto à diretoria da Casa das Artes Regina Simonis.

LEIA TAMBÉM: Um olhar sobre a obra e vida de Regina Simonis

Marcelo Hübner é natural de Porto Alegre

E o público que for apreciar as obras certamente ficará impressionado com a dimensão de algumas das telas, muito maiores do que aquelas com as quais normalmente está acostumado. Hübner selecionou 32 trabalhos, alguns com dimensões de 2,5 x 1,2 metros, 2,5 x 2 metros e 2,40 x 2 metros, e inclusive dípticos. O acervo familiariza os santa-cruzenses com os temas e as séries prediletas do artista, com ênfase nas floristas (em sintonia com o título da mostra), em variações (flores, buquês, jornais etc.) e recortes urbanos, além de banhistas, beiras de praia e alguns outros recortes. A esse olhar dedica-se de forma exclusiva, profissional, nas últimas duas décadas, ainda que a pintura faça parte de sua vida “desde sempre”, como frisa. Ainda na infância, na companhia dos dois irmãos, descobriu sua vocação para essa área, tendo frequentado ateliê para se aperfeiçoar, e aos 12 anos já pintou seu primeiro óleo sobre tela.

Mas foi mesmo aos 30 anos, já graduado em Publicidade pela Unisinos, que mergulhou em definitivo na carreira de artista plástico. Desde então, teve mais de 40 individuais, a primeira em 2000, em Porto Alegre, sob a atuação de Bublitz. “Sempre produzi muito, e sigo nesse ritmo”, confirma. Neste ano, em plena pandemia, exibiu parte do acervo na própria galeria, em julho, e em Caxias do Sul, em setembro. Agora é a vez de uma parada em Santa Cruz até dezembro, com todas as obras da mostra à venda.

Serviço

O QUÊ: exposição de telas Flores Concretas, do artista plástico Marcelo Hübner
ONDE: na Casa das Artes Regina Simonis (esquina das ruas Marechal Floriano e Júlio de Castilhos, no centro de Santa Cruz do Sul)
QUANDO: aberta na última quinta-feira, permanece no local até 2 de dezembro
VISITAÇÃO: de segundas a sextas-feiras, das 13 às 17 horas; aos sábados, das 10 às 14 horas. A entrada é gratuita
PROMOÇÃO: Associação Pró-Cultura de Santa Cruz do Sul
APRESENTAÇÃO: Bublitz Galeria de Arte
APOIO: Téia + Iara Arquitetura e Vinícola Salton

LEIA TODAS AS MATÉRIAS DE VARIEDADES