JF Vighi 10/12/2018 00h29 Atualizado às 12h12

Técnicos

Muito se questiona, e eu sou deles, quanto ao conhecimento tático e técnico

Tranquilidade para os torcedores da dupla Gre-Nal, afinal, os técnicos renovaram os seus contratos. Primeiro foi Renato Portaluppi, vitorioso e que tem a simpatia de todos os gremistas. Muito se questiona, e eu sou deles, quanto ao conhecimento tático e técnico, porém o lado emocional e seu poder de persuasão perante os seus comandados fazem dele um vencedor.  

No Inter, bastou a confirmação da reeleição de Marcelo Medeiros para Odair Hellman ficar por mais um ano. Confesso que, no início da temporada, assim como muitos, tive dúvidas quanto a sua capacidade. Com o passar do tempo, fui obrigado a aceitar, graças aos resultados obtidos, que Odair estava no lugar certo. Com elenco humilde, deu um padrão de jogo ao Internacional, capaz de trazer ao torcedor a esperança não só de classificar para a Libertadores como deixou no ar, em certos momentos, a esperança do título brasileiro. Hoje ele é um dos técnicos mais valorizados do País.
 
De olho

Luiz Adriano era daquele time campeão do mundo que tinha Clemer; Ceará, Índio, Fabiano Eller e Rubens Cardoso; Edinho, Wellington Monteiro, Alex e Iarley; Alexandre Pato e Fernandão. Bom esse cara. Já andou inclusive na seleção brasileira. Leandro Damião, Paolo Guerrero e Luiz Adriano. Sobram poucos.
Os olhos colorados estão voltados para a Rússia e os do Adriano para o Beira-Rio. Tudo bem encaminhado. Com a reeleição de Marcelos Medeiros, teremos mais novidades.

Já o Grêmio está de olho em Minas Gerais. Lá está Thiago Neves. Parecia que haveria um leilão, mas o Corinthians desistiu em razão do alto salário e o Santos não tem técnico para decidir a contratação. O Tricolor espera para bater o martelo.