Futebol 25/02/2019 11h28

O jogo

Apesar da iniciativa ser do Internacional, o Avenida controlou bem as investidas falhas do adversário

A lesão do Carlinhos em São Paulo fez o técnico Fabiano Daitx desmanchar uma formação de três volantes no Avenida. A necessidade de somar pontos exigiu também uma equipe mais solta do meio para a frente. As entradas de Marcos Paraná e Tito tornaram a equipe mais dinâmica e ofensiva. Apesar da iniciativa ser do Internacional, o Avenida controlou bem as investidas falhas do adversário. Um erro de arbitragem quase coloca a tendência do jogo em perigo, na marcação de um pênalti em que o excelente goleiro Fabiano Heves fez uma grande defesa. Ele evitou gols colorados em mais três vezes. O segundo tempo começou com o Internacional mais agressivo, porém sem concretizar boas jogadas de ataque. O gol colorado surgiu de uma jogada um pouco confusa dentro da pequena área. Sarrafiore aproveitou a sobra e fez o gol. O Avenida ainda teve bons ataques, que poderiam ter dado o empate, o resultado mais justo.

Bom desempenho

Apesar da situação bastante complicada na tabela, o desempenho da equipe foi dos melhores apresentados dentro dos Eucaliptos. A equipe foi forte na marcação e teve bons momentos ofensivos. As participações de Marcos Paraná e Tito foram bastante intensas. O Avenida fica de olho no final da rodada hoje e amanhã.

Ineficiente

O Internacional mais uma vez se mostrou ineficiente para aquilo que se espera da sua grandeza. Jogadores como William Pottker, Neilton e até mesmo Pedro Lucas não se mostraram capazes para a equipe ter um melhor rendimento ontem. Nonato foi o destaque colorado no jogo. Odair precisa decidir algumas coisas porque a Libertadores já está chegando.