Esporte 01/04/2019 01h01 Atualizado às 11h48

Em Caxias

Foi um jogo diferenciado em se tratando de Gauchão, sem retrancas e com um futebol bem jogado, mesmo que o Internacional tenha utilizado uma equipe alternativa

Foi um jogo diferenciado em se tratando de Gauchão, sem retrancas e com um futebol bem jogado, mesmo que o Internacional tenha utilizado uma equipe alternativa. A vitória colorada foi na superação, levando-se em conta uma grande partida de Marcelo Lomba e o aproveitamento de jogadores que já estiveram descartados do elenco, como Camilo e Jonathan Álvez. O Caxias foi em muitos momentos melhor que o Inter, porém pecou nas conclusões claras. O resultado positivo deixa o Colorado muito próximo da final, mas tenho que considerar que o Caxias pode até mesmo reverter a situação. Detalhe: podemos ter Paolo Guerrero no Beira-Rio sábado.

Em Ijuí
Assim como o Internacional, o Grêmio optou por jogar contra o São Luiz com uma equipe alternativa. No início do primeiro tempo, o time de Ijuí tentou se impor e teve alguns bons momentos, porém sem conclusões claras. Aos poucos, o Grêmio começou a tocar a bola e passou a envolver o adversário. Boas conclusões sem efetividade.  O segundo tempo foi aberto e com oportunidades para os dois lados. Jogo equilibrado e um resultado justo. Ficou tudo para domingo na Arena e o Grêmio é franco favorito.

A estreia
Uma competição inédita para o Santa Cruz e o elemento da estreia fora de casa contribuíram para a ansiedade e o nervosismo. Além da confusão que teve, inclusive, o encerramento do jogo, mas que acabou realizado por conta de um canetaço do presidente da FGF. Foram esquecidos o regulamento, o bom-senso e a realidade de uma competição profissional. O prejuízo foi a derrota em Santo Ângelo. O Galo está em quarto na tabela, dentro da zona de classificação. Precisa vencer o Cruz Alta na próxima rodada, nos Plátanos.