Memória 16/10/2017 09h36

Orquestral Arthur (I)

O Orquestral Arthur esteve na lista das grandes bandas gaúchas

Foto: Reprodução

Arthur e sua Orquestra surgiu no distrito de Monte Alverne
Arthur e sua Orquestra surgiu no distrito de Monte Alverne

Se ainda estivesse em atividades, certamente o Orquestral Arthur teria animado muitos bailes na Oktoberfest. Afinal, por muitos anos foi considerado uma das principais bandas do Estado.

O nascimento foi no início dos anos 60, em Monte Alverne, com o nome de Arthur e sua Orquestra. Era referência ao fundador Arthur Fernando Weis, contrabaixista e acordeonista.


Músicos experientes fizeram parte da orquestra ao longo dos anos

Ela surgiu para animar bailes, quermesses, casamentos e festas de comunidades do interior. Sua primeira composição tinha Darci Bauermann, Donato Weis, Armindo Luedke, Lauro Assmann, Clóvis Kothe, Arthur Weis, Gerson de Carvalho, Lotário Bauermann, Nelson Bauermann, Helvino Becker e Arnaldo Leuckert. Os arranjos eram feitos por Haroldo Ulmann.

Algum tempo depois, Arthur veio para Santa Cruz e deu novo rumo ao grupo, que passou a atuar com dois repertórios. Um era voltado para os bailes no estilo bandinha e outro urbano, direcionado a bailes de debutantes, aniversários de clubes, boates e outros. Os arranjos passaram a ser feitos pelos maestros Pernambuco (Gerson Carvalho) e Arno Korn.

O grupo costumava viajar de Kombi e em vans locadas. Devido às estradas esburacadas, antes de entrar no palco era preciso revisar todo o equipamento elétrico, pois as antigas  válvulas não resistiam aos sacolejos dos veículos.