Memória 30/10/2017 09h33

Acesso é asfaltado

Inauguração do asfalto do Acesso Grasel ocorreu em outubro de 1976

Foto: Reprodução

Pavimentação do Acesso Grasel foi comemorada com chope e churrasco em 1976
Pavimentação do Acesso Grasel foi comemorada com chope e churrasco em 1976

Na última quinta-feira, os moradores mais antigos de Linha Santa Cruz lembraram dos 41 anos de inauguração do asfalto do Acesso Grasel. A festa foi em 26 de outubro de 1976.

O Grasel é o acesso mais tradicional ao Centro de Santa Cruz do Sul e foi o primeiro a receber asfalto, após pressão da comunidade. Quando ficou pronta a RSC-287, a Prefeitura conseguiu com o Daer, Construtora Castilhos e União a pavimentação dos três quilômetros da via. 

O asfalto foi do Trevo Fritz e Frida até a Rua Gaspar Silveira Martins, passando pela Rua Juca Werlang. A obra recebeu críticas pelo excesso de curvas e por não contar com acostamento.


A Gazeta deu manchete na inauguração

Antes de existir o acesso, quem ia ou vinha de localidades como Linha Santa Cruz, Pinheiral e Venâncio Aires fazia uma longa volta, passando pelas atuais Rua Benno João Kist e Av. Leo Kraether (imediações da AABB). Para agilizar as viagens, os moradores abriram uma picada, entre rochas de um lado e ribanceira de outro.

A obra foi feita com pás e picaretas. O caminho era estreito e só se passava a pé ou a cavalo. Até para as carroças era arriscado.

Apesar do perigo das curvas e peraus, a estradinha era muito usada. Com o tempo, a Prefeitura foi ajudando e ela foi alargada, dando passagem a carros, caminhões, ônibus e carroças carregadas com tabaco.

Quem sofria, no entanto, eram os moradores, que conviviam com poeira, pedras soltas e carros atolados em dias de chuva. Por isso, a inauguração do asfalto foi comemorada com chope e churrasco.      

O nome do acesso é uma referência à casa comercial e salão de baile de Adão Grasel. O prédio ainda existe na esquina com a Avenida Leo Kraether.