Esportes 18/08/2018 01h09 Atualizado às 11h17

Na assistência

A vedete da semana no Beira-Rio vai ao estádio na manhã deste domingo, mas não para jogar e sim assistir aos seus novos companheiros em ação contra o Paraná

A vedete da semana no Beira-Rio vai ao estádio na manhã deste domingo, mas não para jogar e sim assistir aos seus novos companheiros em ação contra o Paraná. Paolo Guerrero vai ser a estrela no camarote, rodeado por cerca de 40 mil pessoas nas demais dependências para a torcida do Inter. Em campo, o Colorado pega o apavorado time paranaense, que está na lanterna do Brasileirão e trocou de comando técnico durante a semana. Ou seja, é o confronto de uma equipe que ganhou vigor ao longo do ano e agora se apresenta como candidata ao título contra uma que, a partir de agora, precisará se superar para evitar o rebaixamento e por isso tenderá a atrapalhar a vida de quem encontrar pela frente. É um domingo de festa e também de muito cuidado no Beira-Rio.

Chaves ativadas

Renato Portaluppi não cansa de dizer que é difícil vencer todas as competições, apesar de toda dedicação que uma equipe possa dar na disputa de todas. Aconteceu de o Grêmio ser eliminado na Copa do Brasil e o sonho do hexa nesse torneio fica adiado. Chave desligada ali, continuam ativadas as do Brasileirão e da Libertadores. No campeonato nacional, o Tricolor permanece vivo, dentro do G-4, e na competição continental tem de reverter a desvantagem da derrota para o Estudiantes, mas reúne condições para isso. Portanto, não há que se falar em crise dentro do Grêmio. Agora, estão aí torcedores e analistas a apontar necessidades de correções em setores do time que funcionam aquém do esperado. Renato precisa reconhecer as carências e captar no próprio elenco as soluções, pois elas estão lá. Não está proibido modificar convicções sobre jogadores titulares e inserir na equipe mais variações de jogo.
Bom fim de semana.