Zé Ferreira 06/04/2019 02h22 Atualizado às 14h25

Novas etapas

Retorno do período de férias, durante o qual o Avenida não resistiu e foi rebaixado no Gauchão

Retorno do período de férias, durante o qual o Avenida não resistiu e foi rebaixado no Gauchão. O foco na Copa do Brasil desconcentrou parte do grupo em relação ao certame estadual. Para piorar, o torneio nacional teve compromissos próximos e intercalados a rodadas do Gaúcho, num verdadeiro Brasileirão para o Periquito. Agora já não é mais tempo para lamentações e sim de olho no futuro. Se caiu, o jeito é levantar e recomeçar. Vem aí, em maio, a Série D do Brasileiro, mais uma oportunidade para projetar o clube nacionalmente, e depois o negócio é pensar já, sim, em novo acesso à elite gaúcha no ano que vem. Vida que segue.
 

Canta, Galo

A Série B do Gaúcho, segunda divisão oficialmente e terceira na prática, começou toda desorganizada e o Santa Cruz, que se esforçou para mostrar que é possível ser profissional em meio a tanta lambança, acabou castigado com uma derrota no primeiro jogo, em Santo Ângelo, onde foi melhor, mas não efetivo. Agora chega a estreia em casa, nesta segunda, diante do Cruz Alta, e na sequência virá mais um jogo em casa, contra o Nova Prata. O Galo tem de cantar mais alto como dono do campo e reagir ainda neste começo de jornada ao acesso.
 

Dupla em opostos

Grêmio e Inter se envolvem com as semifinais do Gauchão, mas as situações de ambos na Libertadores falam mais alto entre os torcedores. Apesar de o Inter ceder o empate ao River, a tendência é de que carimbe a passagem às oitavas contra o Palestino na terça que vem. Já o Grêmio, em dificuldade, precisa voltar a ver a sua boa imagem no espelho para reagir com autoridade nos três próximos jogos, senão nem adianta esperar por tropeços dos concorrentes.
Bom fim de semana.