Zé Ferreira 13/04/2019 01h25 Atualizado às 18h40

Final clássica

Agora, em 2019, os dois grandes impuseram a sua força e voltam a brigar entre si pelo caneco estadual

Depois de três anos com presença de clubes do interior, a decisão do Gauchão volta a ser protagonizada pelos gigantes de Porto Alegre. Nesse período, o Internacional enfrentou Juventude e Novo Hamburgo nas finais, enquanto o Grêmio pegou o Brasil de Pelotas no ano passado. Agora, em 2019, mesmo recorrendo às chamadas escalações alternativas em várias rodadas, os dois grandes impuseram a sua força e voltam a brigar entre si pelo caneco estadual. É a final clássica do Rio Grande. Sem favorito. Claro que, como sempre, em cada lado há quem atire o tal do favoritismo para o outro. A verdade é que os dois chegam para esta decisão rigorosamente equilibrados e o diferencial do ganhador do título está escondido na mente do treinador – ou na do Renato ou na do Odair. Dali para o rigoroso cumprimento do plano pela equipe sairá o campeão gaúcho. Certamente teremos dois grandes jogos.

Nida renovado
Sábado à tarde é para conferir o Avenida renovado pela direção e sob o comando de China Balbino. Vem aí o Campeonato Brasileiro para o time da Rua São José e isso não é pouca coisa. O Gauchão é página virada e o retorno à elite estadual será assunto no ano que vem. Agora é preciso abraçar o plano de trabalho que vem dando certo, sim, nos Eucaliptos. O Avenida é do cenário nacional e não se pode pensar menos do que isso.

Pontinho salvo
Se não deu a vitória, ao menos um ponto a mais foi para a conta do Santa Cruz nessa sexta-feira. A defesa tem desconcentrado em alguns momentos, quando saem os gols dos adversários, e o setor de criação precisa de reforço. Coisas para Dárley e Wiliam ajustarem com o grupo.
Bom fim de semana.