Tricolor 16/02/2021 11h16 Atualizado às 12h17

Em dia de conversa de Renato com o elenco, BM é acionada pelo Grêmio

Direção optou por reforçar a segurança durante a chegada dos atletas no CT

A Brigada Militar foi acionada pelo Grêmio para reforçar a segurança na reapresentação dos jogadores no CT Presidente Luiz Carvalho, na manhã desta terça-feira, 16. O pedido da diretoria foi motivado pelo ambiente de tensão vivido após a derrota de virada para o São Paulo, por 2 a 1, pelo Brasileirão. No último domingo, na saída da Arena, alguns atletas foram xingados, ameaçados e tiveram objetos arremessados contra seus carros por um grupo de torcedores que permaneceu do lado de fora depois do jogo.

Na coletiva de domingo, o técnico Renato Portaluppi afirmou que teria uma conversa com o elenco nesta terça-feira. “Nem deveria divulgar essas coisas, mas vou. Terça temos um treino e vou me reunir com o grupo para trocar ideias”, revelou. Nos últimos 10 jogos, o Tricolor tem três derrotas, cinco empates e apenas duas vitórias: dia 6 de janeiro, em cima do Bahia, e semana passada, contra o Botafogo.

O cenário preocupa também pela proximidade com as finais da Copa do Brasil. O jogo de ida está marcado para 28 de fevereiro, na Arena, e volta para 7 de março, no Allianz. Antes, o Grêmio tem duas rodadas para encerrar sua participação no Brasileirão: dia 21 recebe o Athletico-PR, na Arena, e dia 25 enfrenta o Bragantino, fora de casa. “O torcedor pode ficar tranquilo. Se o Grêmio vai ser campeão eu não sei. Agora, o Grêmio vai se preparar, vai ser outro Grêmio. Quem vai jogar? É o que eu falo, jogador que se entregar, que ficar focado, esse que me ajudar, vai jogar”, declarou.

O Atlético-MG tem em Portaluppi o principal alvo para o lugar de Sampaoli, que tem saída iminente para assumir o Olympique de Marselha, da França. Renato desconversou na coletiva de domingo, após a derrota para o São Paulo. Apenas falou sobre o foco no Grêmio e que conversará com o presidente Romildo Bolzan Jr. após as finais da Copa do Brasil. “Meu único plano é terminar esses dois jogos pelo Brasileiro, buscar a vaga direto para a Libertadores e trabalhar para buscar o título da Copa do Brasil. É isso que tenho na cabeça. No momento em que tudo acabar, eu sento e converso com ele (presidente), troco umas ideias e vemos o que vai acontecer depois da Copa do Brasil”, disse.


Luiz Fernando tem lesão constatada

Para o final do Campeonato Brasileiro e as finais da Copa Brasil, Renato terá o desfalque do atacante Luiz Fernando. O jogador teve confirmada uma entorse de tornozelo de grau 2 e fica afastado por, no mínimo, seis semanas.