TRIBUNA 12/09/2020 16h39

Em campo

Grupo governista não desistiu de atrair o PSDB

Embora na semana passada tenha anunciado que a chapa a ser levada às urnas seria formada por Régis de Oliveira Júnior e Ido Dupont, o grupo governista não desistiu de atrair o PSDB. Nos últimos dias, o prefeito Telmo Kirst entrou em campo para tentar convencer os tucanos. Em uma mensagem de texto enviada a um integrante do alto escalão da legenda, alegou que uma chapa pura do PSDB seria muito arriscada.

O problema

No ninho tucano, porém, ainda há divisão. As alas majoritárias do diretório defendem chapa pura ou aliança com o PTB. Em relação ao grupo governista, as chances são menores. Um dos principais motivos da resistência é o fato de até agora não haver um candidato a prefeito definido.

Direto na fonte

No outro lado do tabuleiro, o PTB também se movimenta para conseguir colocar os tucanos na chapa encabeçada por Mathias Bertram. A deputada estadual Kelly Moraes chegou a levar o assunto a ninguém menos que o governador Eduardo Leite em uma conversa recente. Leite não se opôs ao acordo.

Começou

Mesmo com o cenário ainda não totalmente definido, a movimentação de pré-candidatos já é intensa nas redes sociais – que, devido ao distanciamento social, devem ser o grande palco do pleito deste ano. Nos últimos dias, os prefeituráveis já vêm investindo em vídeos e outros materiais de divulgação.

De volta?

Cassado pela Câmara de Santa Cruz no fim de maio, Elo Schneiders (PSD) pode concorrer a vereador caso obtenha nos próximos dias um respaldo judicial, Após a condenação, Schneiders foi à Justiça para tentar anular o processo, sob alegação de irregularidades. Até agora, todas as liminares foram contrárias, mas restam o julgamento da ação em primeira instância e um recurso no Tribunal de Justiça.

Passa rápido

À coluna, Schneiders disse na sexta-feira que só irá pedir o registro da candidatura se sair alguma decisão até quartafeira. Ele confia, porém, que será absolvido na Justiça e poderá concorrer em 2024. “Quatro anos passa rápido”, falou.

Nem tentou

Dos três vereadores cassados neste ano, André Scheibler (PSD) é o único que não foi à Justiça para tentar anular o processo de cassação.

LEIA MAIS COLUNAS DE PEDRO GARCIA