Crueldade

Cão que levou tiro é resgatado no Bairro Dona Carlota

Animal foi encontrado ainda vivo, amarrado a uma árvore com um disparo na cabeça

Foto: Bruna Molz

Animal foi encontrado ainda vivo
Animal foi encontrado ainda vivo

Um caso revoltante de maus tratos aos animais ocorreu em Santa Cruz do Sul na manhã deste sábado, 29. Um cachorro foi encontrado por volta das 11 horas no Corredor Schuck, no Bairro Carlota com um ferimento causado por arma de fogo. Segundo o morador da região, Patrick José Görck, a família estranhou uma movimentação anormal de corvos e foi verificar, encontrando o animal amarrado a uma árvore e com diversos ferimentos na cabeça, causados por um tiro e pelas bicadas dos pássaros. Sem forças para se defender, o cão teve um dos olhos arrancados pelos corvos.

Acionada, a coordenadora do Canil Municipal, Bruna Molz, foi ao local para resgatar o cão. Ela aponta que o caso não é isolado. "Todo dia o canil recebe cerca de dez denúncias. Estamos superlotados com tantos abandonos", conta. O cachorro, muito debilitado, foi atendido de forma emergencial pelo veterinário Cassio Ricardo Peiter e seu estado é grave.

Segundo a Lei 9.605/1988, que dispõe sobre os crimes relativos ao meio-ambiente, abandonar ou maltratar animais é crime, com tempo de detenção de três anos. Caso sejam considerados agravantes, como crueldade, a prisão pode ser de seis a 10 anos.

O cãozinho, que recebeu o nome de Sobrevivente, está recebendo cuidados e quando se recuperar poderá ser adotado mediante assinatura de termo de compromisso.